Neymar irresponsável

Postado por: João Altair da Silva

Compartilhe

        

       Neymar agiu com muita  irresponsabilidade no jogo contra a Colômbia.  Passou os 90 minutos procurando ser atingido pelos adversários e cometendo faltas. Sabia que seria expulso. Ao ter cartão amarelo e com a responsabilidade que o torcedor brasileiro colocou sobre seus pés, deveria ter se cuidado. Como se não bastasse mesmo após o jogo arrumou encrenca para ser expulso.  Com toda a experiência que tem não poderia  ter  agido com tamanha irresponsabilidade. Deveria ser advertido pela CBF.

   Bairro a Bairro na contramão

  O projeto Bairro a Bairro da administração municipal de Passo Fundo é uma iniciativa inteligente, mas  está na contramão do seu propósito.  Ao invés de servir como espaço para o recebimento das demandas da comunidade tornou-se um palco de inauguração. Ao agendar a visita, primeiro a administração realiza uma semana de operação no bairro, depois monta estrutura(cara) e vai comemorar  as realizações. Não faz sentido para o bom emprego dos recursos públicos. Vinte e dois mil reais a cada 15 dias serão 500 mil reais no final do ano.

  Dilma foi responsável

  A Presidente Dilma Roussef agiu com responsabilidade ao vetar o projeto que cria regras para aposentadoria, o chamado sistema 85/95. Aliás até vício de origem tem esse projeto aprovado pelo Congresso. Ele onera o poder público. E é prerrogativa do Executivo decidir sobre matéria que implica em aumento de despesas.  Quem sabe se pode ou não pagar a conta é o Executivo. O fator previdenciário não pode ser compreendido apenas como um redutor de aposentadorias mas como um instrumento de equilíbrio nas contas previdenciárias. Tanto é que foi criado por FHC, mantido por lula e por Dilma. 

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito