O Grêmio que surpreende

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

Tenho visto um Grêmio como há muito eu não via. Tenho sido surpreendido positivamente a cada jogo do tricolor!

Sejamos honestos gremistas, o ano começou turbulento, sem contratações, Barcos de saída, o Felipão já não era o mesmo, derrota para o Veranópolis dentro da Arena, assistindo o colorado vencer o Gauchão mais uma vez. Daí começa o brasileiro, empate em 3x3 contra a Ponte Preta na Arena, levando gol nos acréscimos da segunda etapa! Em seguida, uma derrota vexatória para o Coritiba, 2x0 sem ver a cor da bola! Estava feia a coisa, não tinha como vislumbrar algo melhor neste ano para o Grêmio.

Tchau Felipão, foi o nosso ídolo, e desta vez, sem deixar saudades!

Seja bem-vindo Roger Machado! Roger assumiu, cercado de incertezas, só havia uma coisa com que todos concordavam: o grupo do Grêmio é muito limitado, não tem reposição, não vai chegar. Vai brigar para não cair, quem sabe uma vaguinha na Sul-Americana.

Aí o Roger começou a trabalhar, ganhou uma, ganhou duas, ganhou três. Quatro, cinco partidas seguidas! O time que iria brigar para não cair, já estava ali no G4. Aí vem o Grenal, 5x0, para trazer de volta aquele Grêmio que tanto orgulhou mais da metade do Rio Grande! Em seguida uma vitória maiúscula sobre o Atlético Mineiro, no Mineirão!

O Grêmio de hoje joga organizado, tem poder de reação, tem calma, é frio e calculista!

Onde esse Grêmio pode chegar? Não sei, apesar do bom desempenho, aquela desconfiança por todos os “quases” nesses anos sem títulos não deixam me empolgar e cravar que poderemos levar essa Copa do Brasil, ou ainda quem sabe o Brasileiro.

O que posso afirmar é que a cada jogo o Grêmio tem me surpreendido positivamente!


Apenas dois retoques são necessários nesse time do Grêmio:

- Douglas nunca mais pega a bola para cobrar um pênalti.

- Na ausência do titular Marcelo, o goleiro deve ser o Bruno Grassi! Tiago não tem condições!


Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”