A democracia custa caro, mas vale a pena, será?

Postado por: Neuro Zambam

Compartilhe
O período que estamos vivendo é complexo, no mundo e no Brasil. Os refugiados e migrantes assustam pela sua miserabilidade, poucos se dão conta que aqueles que ficam nos países de origem são os mais pobres, por isso, a miserabilidade é maior e talvez mais violenta.
No Brasil as crises que se sucedem também assustam, seja porque a situação de todos vai piorar (exceto dos que sempre detiveram poder e recursos), seja porque não precisamos ou buscamos qualquer retrocesso político.
Assustam, a morosidade dos processos, as sucessivas denúncias e a forma de investigação que, normalmente, não conhecemos.
Entretanto, a progressão, embora tímida, da transparência e a resistência de nosso jovem sistema político exigem e clamam de todos, persistência, atenção e acompanhamento.
Nesse ambiente vale o dito popular: “o barato pode custar muito caro. 
Pensemos nisso e acompanhemos com atenção o desenrolar dos fatos. Sejamos ativos.

Leia Também O "arrastão" agora é da polícia! A vez de o Grêmio ser prejudicado Série Prata: de sétimo para o segundo lugar! O desenvolvimento natural: a contribuição de Jean-Jacques Rousseau