Início, meio e fim

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe
Quase tudo em nossas vidas tem um início, um meio e um fim. Os nossos dias, por exemplo, começam, tem um meio, e se encerram para que possamos começar um novo da em seguida. A trajetória profissional, tem um início, um meio e um final. A grande maioria das coisas são assim, começam, se desenvolvem e terminar, mas como disse, quase tudo! Digo quase porque nos últimos dois domingos tenho visto algo que não é assim.

As jogadas do time do Grêmio não seguem essa lógica. Uma jogada de ataque dos tricolores começa, tem o seu desenvolvimento e para por aí, para no desenvolvimento, não tem conclusão! O Grêmio não finaliza, prova disso é que no jogo contra o Flamengo, a primeira finalização foi aos 43 minutos do primeiro tempo! E ontem (domingo), foi a mesma coisa. Foram no máximo 5 finalizações no primeiro tempo.

Essa é a dificuldade do Grêmio neste ano, e que precisa ser solucionada para 2016, se pretendemos ganhar alguma coisa. O Grêmio precisa de um finalizador, de chuta-chuta!

O árbitro Heber Roberto Lopes é um caso àa parte, sempre aparece demais em suas partidas, mas não foi ele o culpado da derrota. O Grêmio perdeu para a qualidade do Sport, e pela qualidade do seu goleiro, que fez duas grandes defesas.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”