A mente e a tecnologia

Postado por: Israel Kujawa

Compartilhe

Um dos temas mais discutidos, a partir das tecnologias de comunicação, no ano de 2015 girou em torno da palavra crise. O ano de 2016 está iniciando e com ele se apresenta a oportunidade de escolha dos temas que merecem espaços em nossa mente. A propósito você acredita que é possível escolher os temas que devem ocupar o lugar na mente?

A tecnologia e, em especial, a tecnologia da comunicação, certamente, tem e terá a garantia de presença intensa em nossas vidas. No entanto, considerando que os espaços em nosso tempo são limitados, a dica é perceber que além da tecnologia temos ao nosso dispor, uma dimensão que é a mente. É nesta dimensão da existência que pode se localizar uma pista para responder a pergunta formulada no parágrafo anterior.

A tecnologia da comunicação possibilita, entre inúmeras coisas, estar informado e ocupar a mente com temas como os de uma pesquisa, aprovada em um projeto de pós-doutorado, nos programas de pós graduação de física e de psicologia da Universidade de São Paulo (USP) que trata das interações com a matéria. Nesta pesquisa, Gabriel Guerrer, que é doutor em física quer realizar um experimento para demonstrar em que medida a mente pode interagir e afetar a matéria. http://www.usp.br/aun/exibir.php?id=7198&edicao=1252

Aceitar o desafio de refletir sobre o que deve ocupar lugar na mente, pode ser uma oportunidade para pensar em que medida ela pode interferir nas condições materiais. Ocupar-se, investir recursos tecnológicos para desmistificar e para esclarecer em que medida a mente interfere nas condições materiais, pode ser uma alternativa de interferência inteligente na condição existencial individual e da coletividade.






Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito