Qual o valor de uma verdadeira amizade?

Postado por: Clovis Oliboni Alves

Compartilhe
Estamos vivendo em um mundo virtual, com um ritmo acelerado e imediatista, jamais visto pela história da humanidade. Conseguimos compartilhar e divulgar informações de maneira on line, por todos os continentes. Temos milhares de amigos curtindo, compartilhando e se comunicando conosco a cada publicação, por mais insignificante que ela seja.

Com tudo isto que nos cerca, estes recursos e aparatos da sociedade contemporânea, do Mundo Virtual, até nos sentimos inseridos e envolvidos nas comunidades do magnífico mundo da Internet, “só que não!” Na verdade, estamos cada vez mais sozinhos e isolados neste universo virtual, onde as relações começam e terminam em um clic do moose. São “amizades” fictícias, por interesse ou conveniência, sem compromisso com quem está do outro lado da tela de seu computador. O que está nos faltando realmente são aquelas amizades verdadeiras, daqueles amigos do peito, que escolhemos a dedo no decorrer de nossas vidas. Aqueles amigos aos quais nos identificamos, sentimos orgulho, amamos tanto ou até mais do que um parente próximo, o que faz sentido, afinal de contas os amigos a gente escolhe e os parentes a gente já nasce com eles, embora alguns parentes vêem a se tornar nossos grandes amigos.

Que falta nos faz um bom amigo, naqueles dias em que você está louco para fazer um churrasco, ou tomar aquele chopinho no final da tarde? E naqueles dias em que você está triste e precisa de um ombro amigo para desabafar, contar tudo a ele, pedir opinião, esbravejar, chorar... É meus amigos leitores, nestas horas e para estes momentos, os amigos virtuais não substituem os verdadeiros amigos, e, aí sim começamos a dar falta e valor aos amigos reais. Aqueles amigos que não trocamos e não vendemos por nada neste Mundo. Aqueles que nos trazem conforto quando estamos tristes e que nos alegram ainda mais nos momentos felizes. Estes amigos são imensuráveis, embora raros, mas são de uma importância vital em nossas vidas. Por isso, se você tem um amigo ou amiga assim, cuide e zele por ele com muito carinho, como se fosse uma jóia rara, um tesouro valioso que poucas pessoas possuem o privilégio de tê-los. “A verdadeira amizade não tem preço!”








Clovis Almir Oliboni Alves

Servidor Público – Fase/RS

Bacharel em Direito





Leia Também Demitido por vender vacina da gripe A Como saber se estou correndo rápido? Acordo prevê ações de sustentabilidade na administração pública Ernestina – sempre foi Dona Ernestina