Liturgia do terceiro domingo do Tempo Comum - 24/01/2016.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
-As palavras que vos tenho dito são espírito e vida. - João 6,63c.
Na primeira leitura do livro do profeta Neemias 8, 2-4a.5-6.8-10 - Esdras apresenta o Livro para a comunidade como símbolo da Lei de Deus, substituindo a lei do templo e os sacrifícios. Na segunda leitura 1Coríntios 12,12-30 - Paulo anuncia que todos formam o corpo de Cristo e cada um é um de seus membros. E todos nós pertencemos e formamos este mesmo Corpo de Cristo, pois fomos todos batizados em um só Espírito.
Evangelho, segundo evangelista Lucas 1,1-4; 4,14-21.
O Evangelho deste domingo é a profecia se encarnando, ou sendo cumprida na vida de Jesus: "hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir." Jesus com toda autoridade faz a leitura e dirige para si mesmo a profecia. Ele é a Palavra do Pai. Jesus veio para este mundo para devolver a dignidade aos homens e a certeza que todos são imagem e semelhança de Deus. 
Podemos ler no Concilio Vaticano II, mais precisamente a Gaudium et Spes, 41: "nenhuma lei humana pode assegurar a dignidade pessoal e a liberdade do homem como faz o Evangelho de Jesus Cristo confiado à igreja."
Diante destas afirmações nasce o compromisso de todos, como discípulos, de colaborar para que todo o ser humano conheça a verdade e seja livre.
Para refletir: Cumprimos com fidelidade esta missão ou ficamos omissos?

Acompanhe a reflexão sobre o Evangelho de domingo com o padre Darcy de Carli, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, de Passo Fundo:

Reflexão sobre o Evangelho de Domingo 24/01/2016 com o padre Darcy de Carli

Leia Também Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasileiro afrodescendente Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasieliro afrodescendente “Virtudes” é o tema da 8ª edição do calendário da APAE Presbíteros refletem sobre o cuidado de si mesmo em São Leopoldo