O direito da criança e do adolescente, ao acesso a água potável

Postado por: Clovis Oliboni Alves

Compartilhe

Toda criança e adolescente, precisam ter garantidos o direito ao acesso a água potável em quantidade e qualidade satisfatórias a necessidade humana. Baseado neste princípio fundamental, precisamos garantir à presente e futuras gerações, a acessibilidade a este bem precioso e vital para a vida.

Segue aqui, minha singela homenagem à água:

“Água seiva da terra, tu és símbolo de vida; 

Que corre pôr nossos rios, tal como sangue corre nas veias;

E pôr onde tu passeias, há florestas, flores e vida, que se vêem refletidas, em suas águas cristalinas.

Tal como uma mãe acolhe um filho, tu nos acolhe desde o ventre;

E o homem incessantemente,

pôr um ímpeto instinto,

te procura e te encontra, como forma de alimento,

que jorra como sustento, do seio de sua mãe.

Por isso água querida, nós te devemos tanto

e sem este seu encanto, não haveria a vida;

Tu vieste a nós como um presente,

enviada pela mão divina,

que pra nos dar saúde e vida, te fez pura e cristalina.

E o que mais me admira, é que apesar de tua nobreza

e importância para a vida,

tu não tratas com indiferença, ninguém que a ti deseje

e matas a nossa sede, do mais nobre, ao mais pobre.

E o homem o que tem lhe dado em troca de tudo isso?

À ti dá o esgoto e um bocado de lixo;

É difícil explicar como o homem um ser racional,

consiga fazer tanto mal à nossa água querida,

comprometendo com isso, a sua qualidade de vida.

É pôr isso que precisamos, corrigir nossas atitudes

e buscar então virtudes que preservem a natureza

e tratem a nossa água, com respeito por sua nobreza.”


Negar a uma pessoa o direito de acesso a água potável, seria o mesmo que negar-lhe o direito a vida.


Leia Também Façam uma estátua para Renato Um menino de vinte anos! Educação como horizonte A Síria é aqui?