-Solenidade de Quarta feira de cinzas - ..+10/02/2016

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
-TENDE PIEDADE DE MIM, SENHOR. - Salmo 50(51),3a.
O Evangelho, segundo evangelista Mateus 6,1-6.16-18.
A mensagem deste evangelho: em primeiro lugar Jesus deixa bem claro a importância da modéstia, da simplicidade e da discrição. Jesus não quer a prática de uma religião de aparências, porque ela não dá o verdadeiro culto a Deus, antes ilude e engana aqueles que a presenciam. A prática da esmola não deve ser para receber elogios, mas de uma abertura de coração aos necessitados.
A oração é uma atividade muito especial e ´pode levar ao desejo de engrandecimento diante das pessoas e até mesmo perante Deus. Mas quem consegue enganá-lo? A prática do jejum precisa ser exercida com discrição, sem mostrar sofrimento e dor mas com um semblante alegre. (O jejum não se relaciona somente a abstenção de alimentos mas também mediante sacrifícios e desapego de coisas e momentos que são muito de nosso agrado). 
Inciamos também, nesta quarta feira de cinzas, com e como Igreja o Tempo Litúrgico da Quaresma, e começamos com o forte e desafiador convite: "Convertei-vos e crede no Evangelho". Este apelo não é somente de Jesus, é também nossa tarefa quaresmal, nosso caminho para a Páscoa da Ressurreição. O convite a oração, jejum e escuta da Palavra, nos leva a vivermos uma autêntica renovação interior. O ritual da imposição das cinzas manifesta, de modo simbólico, a atitude interna de conversão e arrependimento. A prática do silêncio também é muito importante e nos dias de hoje muito difícil. Nos leva a oração e a meditação. 
-TENDE PIEDADE DE MIM, SENHOR.-

Leia Também Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasieliro afrodescendente Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasieliro afrodescendente “Virtudes” é o tema da 8ª edição do calendário da APAE Presbíteros refletem sobre o cuidado de si mesmo em São Leopoldo