-Liturgia do primeiro domingo da Quaresma - 14/02/2016

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
-Na tribulação estarei com ele. - Salmo 90(91), 15b
Iniciamos o tempo da Quaresma que nos convida a retomarmos nossas vidas em vista do Evangelho. Estar conscientes de nossas faltas, nos emendarmos e recomeçar num novo caminho. 
O salmo afirma que na tribulação Ele está conosco. Podemos ter esta certeza. É na dificuldade e no sofrimento que o Senhor nos ampara e nos toma pela mão. 
A primeira leitura do livro do Deuteronômio 26,4-10 - esta leitura traz o pacto que o Senhor fez com o povo de Israel tirando-os do Egito onde viviam como escravos. É o Deus Libertador que os conduz para um novo lugar de onde emana "leite e mel."
A segunda leitura de São Paulo aos Romanos 10,8-13 - Crer em Jesus, filho de Deus, morto, sepultado e ressuscitado, é o princípio e fundamento da salvação. E isto nos diz Paulo nesta carta aos Romanos. É a fé que dá sentido as nossas vidas e o principio de uma vida nova, guiada e sustentada pelo Espírito. 
O EVANGELHO, segundo o evangelista Lucas 4,1-13, nos traz a narrativa das três tentações de Jesus quando de sua ida ao deserto logo depois de ter sido batizado por João e ter ouvido do Pai: "Eis meu filho muito amado em quem ponho minha afeição". Poderíamos perguntar porque Jesus foi para o deserto? Porque, na Sagrada Escritura o deserto tem um profundo significado: "lugar privilegiado do encontro com Deus, mas também da provação e da luta pela fidelidade". Neste domingo todos somos convidados a fazer a experiência do "deserto", conduzidos pelo Espírito Santo como Jesus fez.
Mas qual foi a grande tentação de Jesus? Da autossuficiência, poder, orgulho, etc. Dar valor unicamente ao material e desprezar o espiritual é o fundamento de mundo atual. 
Quantas vezes somos tentados, no mundo de hoje? Deparamo-nos todos os dias com a beleza deste mundo que nos convida, abertamente e explicitamente a deixarmos de lado os valores espirituais que elevam a Deus. E como reagimos a tantas propostas e convites? Conseguimos perceber que somos tentados pelo mal? Quais os meios que temos e que usamos para não nos deixar encantar indevidamente? 
-Senhor, graças te damos porque derramaste o teu Espírito em nossos corações para que confessemos com a boca e com o coração que Tu és o nosso salvador. - 

Leia Também “Virtudes” é o tema da 8ª edição do calendário da APAE Presbíteros refletem sobre o cuidado de si mesmo em São Leopoldo Confira a programação da Paróquia São Francisco de Assis Cáritas Estadual terá assembleia em Passo Fundo