Cadê o PIS do trabalhador?

Postado por: João Altair da Silva

Compartilhe

O governo federal jura que não mexe com os programas sociais. Mas, no ano passado, meteu a mão no PIS do trabalhador. Um benefício, um direito justamente daquele que mais precisa, que ganha, no máximo, dois salários mínimos. Pagou aqueles que nasceram em um semestre. E os que tiveram a infelicidade de nascer no outro semestre, prorrogou o pagamento para esse ano, 2016.

Chegou a hora de receber o PIS. A pergunta é, a Caixa Federal vai pagar aqueles que estão com o crédito do ano passado e mais o benefício devido para esse ano? Ou vai fazer como o ano passado, empurrar o direito desse ano para o ano que vem?

Infelizmente, não se consegue uma resposta. A produção da Rádio Planalto gastou o dedo ligando para a instituição. Por último pediram um e-mail com a pauta e as perguntas. Atendemos a nova exigência da Caixa. Não adiantou, não retornaram mais.

Minha sugestão é que os trabalhadores compareçam macissamente nas agências. Não deixam para depois. Saquem o PIS, mesmo que seja apenas os rendimentos, caso daqueles que recebem mais que dois salários mínimos e estão dentro das demais regras do programa. Caso contrário, seu dinheiro irá sumir. Dizem que vai para um fundo de amparo ao trabalhador. Pergunto: já obteve algum benefício desse fundo? Talvez, se entrou em alguma programa de casa própria. Certo é que os Paulinhos da Força Sindical, etc... se beneficiam muito.   

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito