Devemos repensar as relações pedagógicas

Compartilhe

Os espaços institucionais da educação, básica ou superior, se apresentam como locais privilegiados para o exercício pedagógico planejado. No entanto, o planejamento da prática pedagógica não deve se restringir aos espaços físicos dos estabelecimentos educacionais. O conjunto das relações humanas e a facilidade do acesso à informações, através das novas tecnologias, devem ser consideradas nas estratégias pedagógicas definidas pelos profissionais da educação.

Os novos estilos de vida, influenciados pela popularização dos meios de informações, se apresentam como grandes desafios para as relações de ensino. Entre os principais desafios na definição das ações pedagógicas está a mudança de centralidade da transmissão de informações para a construção do conhecimento.

Estes modos de viver, com ampliação das informações, repercute nas estratégias de aprendizagem existentes nos espaços institucionais de educação. O atuação dos profissionais e das instituições focado na transmissão abre espaços para a inovação.

Para que a construção ocupe o espaço da repetição, se faz necessário alterar o conjunto das práticas pedagógicas apoiadas em informações pré-estabelecidas, possibilitando espaços privilegiados para o aprendizado a partir dos problemas conectados com o modo de viver de quem está aprendendo. Deste modo, a definição dos conteúdos bem como das estratégias de aprendizado devem acontecer com a maior participação possível dos sujeitos envolvidos nas relações pedagógicas.




Leia Também Solução para o atraso Eleição Presidencial: A ecologia não é questão secundária! Pobreza de propostas em campanhas eleitorais Alimentos aquecidos a altas temperaturas e risco de câncer