A insegurança que assusta os gaúchos

Postado por: Juliano Roso

Compartilhe
Recente estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Index realizado em 30 cidades gaúchas indica que 73,9% dos entrevistados afirmam que a violência cresceu nos últimos 12 meses. Pelo menos 84% dos entrevistados disseram ter medo de caminhas na rua à noite. Esse medo encontrado nesses números é visível no cotidiano das cidades gaúchas. A falta de investimentos na segurança pública do Rio Grande do Sul torna os cidadãos reféns dos bandidos. Esse estudo retrata a situação atual de insegurança que assombra os gaúchos. Os índices de criminalidade, estampados em manchetes de jornais diariamente, são alarmantes e colocam em risco o bem-estar de toda a sociedade.

Do outro lado, as forças de segurança sofrem com o descaso. Com equipamentos sucateados, salários parcelados  e corte nas diárias, a Brigada Militar sofre também com o diminuto efetivo. De acordo com a Associação dos Policiais Militares do RS (APM/RS), o número de policiais previsto para a corporação é de 33 mil policiais. No entanto, o policiamento conta com apenas 17 mil homens. Na Polícia Civil, a história se repete. Enquanto isso, centenas de pessoas aprovadas em concurso público aguardam o chamado do governo gaúcho. São cerca de 650 para a Polícia Civil e outros 2 mil para a Brigada Militar e Corpo de Bombeiros.

Por isso, cabe aos gaúchos cobrar do governo do Estado soluções urgentes para a área para que possamos sair de casa com segurança e sem medo.

 

 

 

Leia Também William II Elo passado-presente-futuro Sujeito descansado Maneiras de usar o floral nesse verão 2018