Caiu mais um. Em breve, cai toda a cúpula!

Postado por: Dilerman Zanchet

Compartilhe
A determinação do STF, através do Ministro Teori Zavascki, de acatar limitar e suspender o mandato de Eduardo Cunha e, por conseguinte, tirá-lo da presidência da Câmara, demostra aquilo que a grande maioria da população brasileira sempre pediu: Punição aos corruptos, seja de qualquer cor, bandeira, credo ou partido.

Discute-se ainda se o “malvado favorito” teria mais cartas na manga para evitar a prisão, preventiva ou não.

Discute-se muito, no Brasil.

Todos os brasileiros discutem e têm um pouco de técnico de futebol e/ou de advogado. Ainda assim, tem advogado – não vou entrar no mérito discutido – que entende que pedido de afastamento da Dilma é ilegal.

Mas, só para repetir o que já escrevi dezenas de vezes: Um Tribunal de Justiça, com pessoas extremamente qualificadas (não fossem, não estariam lá), diz em sua maioria esmagadora que o processo é legal, tem que continuar e NÃO É GOLPE. Outros, coitados, pobres de alma e espírito, que ocupam cargos de confiança e são pagos pelo partido, insistem em dizer que não há crime.

Como dizem nas redes sociais: Vão carpir um lote!

Vejo a liminar destituindo Cunha como uma ação já julgada e, neste ponto, acabada. Não volta para a Câmara. Vai preso, mais cedo ou mais tarde. E vai ter como companheiro de cela, em algum presídio federal ou até mesmo em Curitiba, o “mais honesto” dos brasileiros. Estará trocando charuto cubano com o Luís. Isso não vai tardar a acontecer. E na terceira cela, se bobear, aquela que mandou comprar Pasadena, mesmo ciente de que seria um péssimo negócio para a maior estatal do país. A mesma que pedalou, que gasta milhões de dólares com sua comitiva – dinheiro advindo do escoriado povo brasileiro – em suas incursões mundo afora.

Depois de presos Cunha, Luís, ela, ainda faltarão Renan, os ministros envolvidos, deputados, senadores – incluindo Aécio, se tiver o rabo preso – e todos os falcatruas do país.

Sugiro à Justiça e ao Ministério Público, estaduais e Federal, um pouco menos de regalia a juízes e promotores e a construção imediata de um presídio de segurança máxima, preferencialmente no meio da selva amazônica, para abrigar tantos corruptos. E levem para lá, também, os corruptores.

A partir daí, vamos discutir uma forma de governar um país deste tamanho com seriedade, dignidade, ética e responsabilidade.

Só assim os netos da Geração X poderão dizer que terão orgulho do país onde vivem.



Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito