A ciência do futebol

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

O futebol não é uma ciência exata. Ao contrário, passa longe disso. Tanto é verdade que não raramente temos “Davi vencendo Golias”. Isso em todos os níveis, seja estadual, seja nacional e até no futebol mundial. Por isso que o futebol atrai tanto público, por isso o futebol é o esporte mais popular do mundo.

Mas o futebol, mesmo não sendo uma ciência exata, tem sua lógica. Normalmente o melhor time vence. E como ter o melhor time? Para mim, o melhor time se faz muito mais com trabalho e estudo do que com dinheiro. Não adianta o clube ter muito dinheiro e fazer contratações erradas. Um clube com profissionais dedicados, estudiosos, com a capacidade de aplicar da melhor maneira possível os poucos recursos disponíveis, será o melhor time.

Outro fator importante para ter o melhor time é a continuidade no trabalho do comandante. Esse negócio de trocar de técnico a cada eliminação de campeonato não dá resultado. Às vezes é necessário mesmo. Mas, na grande maioria, as demissões da comissão técnica são para dar uma “resposta” para a torcida. Acredito que a continuidade de um trabalho pode render bons frutos. Em 2011, o Corinthians foi eliminado na Pré-Libertadores. Todos pediam a cabeça do Tite, a direção bancou, deu continuidade. Final de 2011: O Corinthians de Tite campeão brasileiro, em 2012 Campeão da Libertadores e do Mundo. Lógico que não foi só porque mantiveram o Tite, além disso tinha um bom time de futebol com grandes jogadores. Mas, não tenho dúvidas de que a sequência do trabalho de Tite foi fundamental.

E mais, o técnico é responsável por organizar o time, dizer o que cada atleta deve fazer, dar um padrão de jogo, montar estratégias para vencer seus adversários. O técnico não tem que ensinar um atleta a jogar bola!

Simples. O Roger não tem responsabilidade pela dificuldade técnica do Bressan, mas é responsável por ele estar em campo. E se é só tiver ele no elenco? Se entre os ruins ele é o menos ruim? Então tem que ir pra campo. Porém, falhas individuais não são responsabilidade do comandante.

Espero que o Roger Machado permaneça no comando do Grêmio, mesmo que passe mais esse ano sem títulos. Espero ainda mais, que ele receba da direção material humano para trabalhar, competência ele já mostrou que tem, tenho certeza que com bons atletas e tempo teremos bons resultados.


Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”