A educação depende da capacidade de identificar as conexões ocultas entre os fenômenos

Postado por: Israel Kujawa

Compartilhe
Vou dedicar este texto para referendar um dos livros indispensáveis para quem deseja ter uma leitura adequada dos acontecimentos sociais e do comportamento humano. Trata-se do livro: AS CONEXÕES OCULTAS. Ciência para uma vida sustentável, escrito em 2002 por Fritjof Capra. Sem exercitar a capacidade de identificar as conexões dos acontecimentos cotidianos, que não aparecem com facilidade, a prática pedagógica deve ser considerada alienada e ineficaz.

O autor do livro apresenta uma compreensão sistêmica e unificada da vida, que integra as dimensões biológica, cognitiva e social. Demonstra que o entendimento da vida depende da interpretação da rede de conexões complexas e ocultas. Trata-se de uma construção teórica alternativa ao pensamento cartesiano, que legitimou o estudo das particularidades e consolidou o modelo de conhecimento e de pensamento focado nas especialidades. O conhecimento técnico proporcionou facilidades e conforto para milhões de seres humanos e outros seres vivos, eleitos como animais de estimação. No entanto, não trata, nem apresenta uma interpretação para as questões críticas da nossa época, como a integridade corporal, psicológica e emocional.

Para tratar das questões relevantes em uma interpretação do comportamento humano, se faz necessário enfrentar os temas que abordam as suas relações com a natureza e com o conjunto dos seres vivos. Nisto deve estar incluído uma nova compreensão da vida, que integre as dimensões biológica, cognitiva e social. Esta visão unificada da vida, incluindo a biologia, a mente (psicologia) e a sociedade (sociologia), é necessária para desenvolver uma interpretação coerente e sistêmica das questões mais críticas da nossa época.

O comportamento humano está relacionado com a forma de pensar. O pensamento, por sua vez, é influenciado pelas informações que orientam a capacidade humana limitada de interpretar e de explicar. Quem deseja uma interpretação mais ampla e sofisticada dos comportamentos individuais e coletivos, deve ser criterioso na seleção das fontes de suas informações. Para isto, basta analisar, decidir e escolher entre ocupar o tempo com informações advindas de telejornais, sites jornalísticos, redes sociais ou com a leitura de livros, como o indicado no início deste texto. Os mesmos, também, estão a um click de distância.








Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito