-Décimo sexto Domingo do Tempo Comum - 17/07/2016.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
-Senhor, quem há de morar em vosso tabernáculo? Salmo 14(15),1a.
Nos diz a Palavra de Deus que é aquele que tem um coração puro.
A mensagem da primeira leitura do livro do Gênesis 18, 1-10a. nos alerta sobre o acolhimento e o amor ao próximo, especialmente para com aquele que está faminto e cansado. Nos lembra também a recompensa do justo.
A segunda leitura do apóstolo Paulo a comunidade de Colossenses 1,24-28 nos convida a anunciar a Palavra de Deus e levá-la a todos como uma missão conferida pelo próprio Deus.
EVANGELHO  de Jesus Cristo, segundo o evangelista Lucas 10,38-42.
Este evangelho nos leva a um relato marcado pela ternura humana e divina. De um lado a ternura humana de Marta, a anfitriã de Jesus, e Maria, no papel do discípulo dedicado. De outro lado vemos a ternura de Deus em Jesus, que acolhe ambos os gestos de hospitalidade e, com ternura, vai mostrando por onde e como se deve exercer a hospitalidade. Mostra-nos  a atividade de Marta e a docilidade de sua irmã Maria junto aos pés de Jesus. Esta atitude de Maria é que a leva a escolher a melhor parte, como diz Jesus afirmando que esta nunca lhe será tirada.  Marta é convidada a fazer a mesma coisa. 
A nossa prática de cristãos tem muito a ver com este evangelho: na escuta da Palavra de Deus e consequentemente na sua prática somos levados a verdadeira e pura caridade e generosidade. 
Sabemos acolher, com ternura, o nosso irmão e irmã? 
Nossa prática se assemelha a figura de Marta ou a de Maria?
-UM BOM E SANTO DOMINGO  NA PAZ DO SENHOR JESUS.-

                                                                                                                                             

Leia Também Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasileiro afrodescendente Igreja faz reflexão sobre a vida e a fé do brasieliro afrodescendente “Virtudes” é o tema da 8ª edição do calendário da APAE Presbíteros refletem sobre o cuidado de si mesmo em São Leopoldo