A força da agricultura familiar

Postado por: Juliano Roso

Compartilhe

A tradição da agricultura familiar no Estado traduz a excelência do trabalho do nosso povo. Com o desenvolvimento retirado da terra, o gaúcho profissionalizou a agricultura e levou renda para os mais distantes rincões do Rio Grande. Seja no relevo ondulado de nosso Planalto Médio ao terreno extremo ocupado por colonos na Serra Gaúcha ou nas planícies dos rios, o agricultor familiar ocupa papel fundamental na evolução da economia local.

Com o passar dos anos, a monocultura tem dado espaço cada vez maior à diversificação. A soja ganha a companhia de aviários, de pequenas áreas de criação de gado, da pecuária leiteira, de frutas e outros tantos produtos que incrementam renda e geram empregos. Para se ter uma ideia da força do setor, com apenas 20% da área de pastagem natural do Estado, o agricultor familiar produz cerca de 85% do leite gaúcho.

Esse excepcional resultado de aproveitamento de pequenas áreas se repete em outras tantas culturas ou criações. Fruto da determinação, valentia e trabalho de quem vê na terra a possibilidade de prosperar e melhorar a vida da família e das comunidades em que está inserido. Por isso reforçamos apoio aos projetos e demandas da agricultura familiar que precisam de toda atenção para continuar produzindo e levando riqueza para todo o Rio Grande. 

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”