Acendedor da tocha vai resolver os nossos problemas ?

Postado por: João Altair da Silva

Compartilhe

A notícia mais importante no Brasil na última sexta-feira era quem iria acender a tocha olímpica. Houve até apostas. Mesmo que Pelé insistisse que não seria ele, muitos apostaram. A suspense se estendeu durante todo o dia até que apareceu à noite um ex-maratonista chamado Vanderlei Lima para atear o fogo.

O brasileiro não sabe mesmo distinguir as questões importantes. Era o último dia para a escolha dos candidatos a prefeito e a vereador, Senado analisando a cassação da presidente Dilma, Rio Grande do Norte em guerra civil durante a semana, Rio Grande do Sul com blecaute no serviço público, e a informação mais importante foi o personagem que acenderia a tocha para abrir oficialmente a Olimpíada 2016.

Não tenho nada contra essa Olimpíada, bom para o Brasil, dá notoriedade internacional ao país que nos ultimos anos tem sido visto como o país da crise econômica, da crise política, da corrupção. Desde que não fosse necessário gastar R$ 37 bilhões, a maioria recursos públicos. Já houve uma gastança estrondosa com a construção de estádios para a Copa do Mundo. Muitos desses estádios agora estão apodrecendo como já era previsto. Toda essa estrutura não foi suficiente para sediar jogos olímpicos. Esse dinheiro representa 20% do déficit das contas públicas desse ano que chegará a R$ 170 bilhões.

Fico impressionado com a nossa falta de bom senso. Segurança precária, assalto a banco em Passo Fundo sendo registrado depois de décadas que esse crime não ocorria, matam 60 mil pessoas por ano no Brasil, se quiser uma consulta com um oftalmologista na cidade é preciso aguardar um ano, e nossa atenção se volta quase que inteiramente para a Olimpíada que deixará o dito legado somente no Rio de Janeiro.  

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito