O resgate da autoestima brasileira

Postado por: Clovis Oliboni Alves

Compartilhe

A nação brasileira passou por um momento de crise moral e ética, sem precedentes em nossa história. Fomos notícia no mundo todo pelos escândalos de corrupção, desvios de verbas públicas e pela usurpação das maiores estatais nacionais. Assistimos à Polícia Federal, agir com mão de ferro na punição de políticos e empresários envolvidos. Passamos o epicentro deste furacão, e hoje, a Nação brasileira, vive um clima de recomeço, de retomada do desenvolvimento, da ordem, e principalmente, do resgate da autoestima da população brasileira.

O Brasil viveu anos de glória e de grande ascensão social, durante os dois primeiros  mandatos do ex-presidente Lula. A Associação Brasileira de Anunciantes (ABA), chegou a lançar uma campanha intitulada: “Eu sou brasileiro e não desisto nunca”! O intuito era elevar a autoestima do povo brasileiro, aumentando sua capacidade de superação e orgulho nacionalista. Na época, a estratégia deu certo, o momento era propício, tínhamos um presidente emergido da classe operária, de origem pobre, humilde, com pouco estudo e que vencera na vida pelo esforço de seu trabalho e dedicação a causa social dos trabalhadores. Realmente nos identificávamos com aquele governo. Para grande surpresa e decepção dos brasileiros, aos poucos as “máscaras” foram caindo, a Polícia Federal liderada pelo juiz Sérgio Moro, iniciou uma operação (Lava a Jato), que viria a revelar um grande esquema criminoso no sistema político, aliado a classe empresária. A população brasileira assistiu estarrecida, a prisão de grandes líderes e personalidades políticas e empresariais. Personalidades que até então, eram admiradas por seus feitos, suas carreiras e condutas ilibadas, porém agora, eram vistas algemadas e trancafiadas em celas prisionais, tratadas como bandidos fora da lei. Os brasileiros ficaram envergonhados com todos estes escândalos de corrupção. Viramos notícia nos principais meios de comunicação do mundo todo, e não era pelo nosso futebol, carnaval ou qualquer outra potencialidade positiva de nosso País, era pela corrupção, pelo maior calote em verbas públicas, já dado na história da humanidade. Uma vergonha nacional, um vexame que abalou a moral e a autoestima de todos os brasileiros.

 Neste momento, estamos vivenciando um clima de recomeço e mesmo com um governo interino, o País começa a dar sinais de recuperação. A retomada da confiança dos investidores, é um dos sinais positivos desta recuperação. O andamento e encaminhamento do processo de impeachment pelo Senado, que já está em fase final, também devolve a tranqüilidade e estabilidade do cenário político do Brasil. A postura da Polícia Federal, colocando atrás das grades, grandes personalidades nacionais, devolveu a confiança e credibilidade aos brasileiros, em nossa justiça. Outro fator que está sendo determinante para o resgate da autoestima dos brasleiros, está sendo a realização das Olimpíadas 2016, em solo brasileiro, na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. As olimpíadas, são um grande espetáculo para o Mundo, que está com olhares atentos ao Brasil. A abertura oficial das Olimpíadas, foram um show a parte, que mostrou um pouco de nossa cultura, de nossas belezas naturais e do talento de nossa povo, para toda a população mundial. Estamos vivendo um clima de euforia e patriotismo, pulsantes no coração de cada um de nós. Vibramos a cada vitória, a cada medalha conquistada, enquanto o Mundo nos assiste e nos admira pela beleza cênica que nos foi agraciada por Deus de nossas praias maravilhosas, pontos turísticos fascinantes e um povo alegre, gentil e hospitaleiro, como só o brasileiro sabe ser. Esta é a impressão que queremos dar para o Planeta, e, por enquanto, estamos fazendo bonito nestas olimpíadas: transporte, segurança e hospitalidade aos atletas e turistas que aqui estão, está funcionando a contento dos participantes. A sensação é a de que fizemos o dever de casa, cumprimos com a nossa obrigação e demonstramos competência para sediar este tão importante evento mundial.

O clima de euforia e alegria dos atletas e torcedores é contagiante. A Nação brasileira está empolgada com o momento olímpico, que indiscutivelmente, nos traz esperança, superação e vontade de vencer. Precisamos resgatar o orgulho dos brasileiros e o amor por nossa Pátria, a credibilidade na justiça, na política e nas instituições públicas. Precisamos resgatar acima de tudo, a ética, a moral e a autoestima brasileira.     

Leia Também Solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Bolsonaro e a esquerda Ser religiosa (o) Escute o que o outro realmente quer dizer!