Com certeza você conhece alguma pessoa que guarda tudo que ganha? E você guarda?

Postado por: Vania Carteli

Compartilhe

O dinheiro não compra a felicidade. Isso é verdade, porque a felicidade é um estado de espírito, existem pessoas milionárias que são infelizes como também existem pessoas que não são ricas e exalam felicidade.

Para ser feliz você só precisa aceitar o que tem e ser grato por isso, não tem nada ver com a quantidade de dinheiro que você tem.

Mas a grande realidade é que o dinheiro é importante em nossas vidas e aceitar isso é o primeiro fator para atrair.

Com o dinheiro você poderá investir em seu conhecimento, faculdades, cursos, livros. Poderá ajudar o seu próximo menos afortunado que você, ou até mesmo para sua própria melhoria na saúde e medicamentos, caso um dia necessite.

Com certeza que você conhece alguma pessoa que guarda tudo que ganha? Que prefere ficar com vontade de comer algo do que gastar? Acredito que veio em sua mente alguém!

A maioria dessas pessoas acredita que estão enriquecendo. Ela tem dinheiro, mas possuem atitudes e consciência de pobreza. Não viajam, controlam o que vão comer, fica sempre em casa por medo de gastar demais e no futuro faltar, não ajudam as pessoas, nem com atitudes de estender a mão ou palavra de apoio, por medo que peça emprestado dinheiro.

Elas viverão suas vidas sempre guardando e guardando, não usufruirão nada da vida e quando morrem o dinheiro que tanto guardaram por medo de perdê-lo será gasto pelos familiares em dois tempos.

Não significa que você tem que ser um ”gastão”, gastar dinheiro à toa. A verdade é que você não pode se privar de fazer as coisas por medo de perder dinheiro ou ficar pobre.

Se você tiver dinheiro para fazer uma viagem, faça. Se tiver dinheiro para comprar algo que deseja, compre.

Só não deixe o dinheiro guardado sem um fim de retorno.

Seja grato pelo que você tem e seja feliz. Claro, a coisa ou experiência que você deseja seria ótimo, mas você já tem tanta coisa para ser grato! Gratidão lhe abre para receber!

Concentre a energia do desejo no que você quer fazer com o dinheiro, e não sobre o dinheiro em si. Você nunca sabe – você pode não ter que gastar um centavo para conseguir o que deseja! Poderia ser presenteado para você, ou trocado, ou você pode herdá-lo … mais uma vez, tire o dinheiro da equação. E a sua “energia do desejo” deve vir de um lugar de gratidão – como em “Eu já tenho tanto, e dou boas vindas (pense onde vai utilizar seu dinheiro para bem) na minha vida para melhorá-la ainda mais”. Acima de tudo, não pergunte de um lugar de falta, pois seu foco em falta reduz a sua vibração e traz exatamente o que você está pensando – a falta.

Pense sempre positivamente e tudo virá na mesma proporção de sua energia.

Ao ter o acompanhamento de um profissional de coaching financeiro, você estará apto a entender como é sua situação financeira, o que fazer para melhorá-la, traçar planos e metas que te ajudarão a alcançar seus objetivos e te manter motivado a continuar progredindo e evitar que, no futuro, você acabe se enrolando financeiramente mais uma vez.

 

Leia Também 4º Domingo da Páscoa. A quem interessa a não vinda da Havan? Óleo de cozinha usado. O que fazer? Unidade no essencial