O sucesso das Olimpíadas

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

Os jogos olímpicos terminaram, não teve zika, não teve atentado terrorista, nem prédio desmoronando. Todas aquelas tragédias que prevíamos para esses jogos não aconteceram. Pelo contrário, deu tudo certo. E, para completar a festa, o Brasil superou suas marcas e conquistou o maior número de medalhas de ouro em uma mesma olimpíada. Falando apenas dos jogos, sem entrar na discussão se eles deveriam ou não ser realizados aqui. Até porque esse assunto rende outro texto, inclusive mais extenso. A Rio 2016 foi sucesso.

Mas, falando de dentro das quatro linhas, o Brasil precisa evoluir sim. Precisa criar mecanismos que proporcionem a descoberta de novos talentos no esporte. O Brasil é um país enorme, com mais de 200 milhões de habitantes. Se os investimentos forem feitos de forma correta, em projetos sérios, com a finalidade de descobrir novos atletas, certamente crescerá ainda mais. Talentos nós temos, e a prova disso são os resultados destes jogos, atletas que mesmo sem as melhores condições de preparação ainda conseguem obter bons resultados.

Normalmente olhamos para quem está melhor, muito melhor, como os EUA, os grandes vencedores dos jogos olímpicos, a grande potência no esporte. Mas precisamos olhar também para o restante. O Brasil, por exemplo, no quadro de medalhas, ficou à frente de países como Espanha, Canadá, Dinamarca e Suécia. Países muito mais desenvolvidos que o nosso, mas que ficaram para trás em questão de esportes olímpicos.

Resumindo, a Rio 2016 saiu melhor que o esperado, em todos os aspectos.

Grêmio

Perder para o Flamengo fora de casa, é resultado normal. Perder para o Flamengo, fora de casa, com ajuda do árbitro é mais normal ainda. Não quero aqui ser o chato que reclama da arbitragem, mas já está ficando constrangedor o que acontece neste campeonato. Contra o Fluminense um pênalti não marcado para o Grêmio. Ontem, contra o Flamengo, mais um pênalti não marcado. Dois lances semelhantes, duas bolas que batem na mão dentro da área. A diferença é que, para um lado, foi marcada a infração, e para outro, não. Assim fica ainda mais difícil. O Grêmio não foi bem, o Flamengo jogou melhor e mereceu a vitória, pelo futebol apresentado dentro de campo o resultado foi justo, mas a falta de critério da arbitragem interferiu no resultado do jogo.

 Passo Fundo Futsal Fasurgs/Zamil

Que jogo tivemos na noite do último sábado no Capingui. Uma partida digna dos melhores momentos vividos naquele ginásio. Depois de terminar o primeiro tempo perdendo por 0x2, a segunda etapa apresentou uma virada histórica para 7x3 sobre o bom time da Sase de Selbach, treinada pelo competentíssimo Javali. A equipe do técnico Alexandre Boeira fez um grande segundo tempo, não tinha bola perdida, brigou em todos lances, por cada palmo de quadra. Mas a vitória não veio apenas na vontade, veio principalmente pela qualidade técnica da equipe. Que noite de sábado viveu quem esteve no Ginásio Capingui.

Internacional

Esse filme eu já vi.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”