Hipnose Condicionativa

Postado por: Caroline Garcia Silva

Compartilhe

A partir desta terça-feira, o timaço de colunistas do Portal rdplanalto.com conta com a participação da psicóloga e hipnóloga Caroline Garcia Silva. É formada em Psicologia pela UPF, com Especialização em Gestão de Recursos Humanos (UPF), Hipnóloga, membro do Instituto Brasileiro de Hipnologia, está formando-se em Especialização em Neuropsicopedagogia e é a psicóloga responsável pelo CASSEMI-Passo Fundo - CEDEDICA.

É o mais novo conceito sobre a mente humana e suas diversas atribuições, envolvendo ferramentas e técnicas para tratar a mente, onde estão instaladas a maior parte das “causas” dos problemas, sejam fisiológicos e comportamentais. Trata-se de um estado natural e profundo relaxamento, onde é afastada a parte crítica do racional, dando acesso aos conteúdos de memória.

A hipnose é uma forma de comunicação direta entre a mente e a fisiologia que provoca mudanças e transformações, levando o indivíduo à prática do pensar em si mesmo e por si mesmo. Com esta comunicação pode-se produzir os fenômenos ditos da hipnose, como regressão de idade, progressão no tempo, projeção da mente, energização, ressignificação de dados, implantes de novos condicionamentos de acordo com a necessidade, bloqueio de traumas, sendo possível produzir novas motivações, elevar a autoestima, controlar a ansiedade e gerar analgesia. Cada dia da existência humana é único, acumulativo e posteriormente associativo, não paramos para fazer ajustes nessas experiências.

Existem três linhas de hipnose no mundo, os métodos clássicos que surgiram em 1723 na Europa, os Ericksonianos em 1927 nos Estados Unidos e em 1983 a linha Condicionativa, o que difere uma linha da outra são os conceitos, forma e duração do tratamento.

As sessões terapêuticas da Hipnose Condicionativa tem duração em média de 1 hora e meia. Teoricamente todos somos hipnotizados depende de “querer” e se “permitir”. A hipnose pode ser empregada em todos os campos das atividades humanas, seja na educação, em todas as áreas da saúde, nos desportes, recursos humanos, é apenas uma ferramenta para trabalhar a mente humana.

Indica-se a Hipnose Condicionativa para distúrbios psicossomáticos;  preparação para procedimentos cirúrgicos; medo de dirigir; medo de falar em público; medo de andar de avião; medo de altura; controlar a ansiedade, além de ajudar na qualidade de vida e autoestima.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”