25º Domingo do Tempo Comum

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
Louvai, ó servos do Senhor, louvai o nome do Senhor. Salmo 112(113),1
Primeira leitura do livro de Amós 8,4-7 nos faz refletir sobre a corrupção, a fraude cometida com vendas em suas medidas e preços. Desde sempre os pobres foram lesados pelos poderosos e isso se dá até nos dias de hoje.
Segunda leitura de Paulo a comunidade de 1Timóteo 2,1-8 penso que nos leva a refletir no nosso momento atual onde acontecerão eleições. 
O Evangelho de Jesus Cristo, segundo evangelista Lucas 16,1-13 nos leva novamente a uma séria reflexão a respeito da conduta humana. A parábola que Jesus apresenta leva novamente a pensar sobre a moral de um administrador desonesto, sua capacidade de encontrar fórmulas para atingir seus intentos e tirar vantagens para si mesmo. Jesus ainda quer alertar sobre ser fiel ou não segundo o caráter de cada um. Isto vale também sobre a disposição dos dons que recebemos gratuitamente e que devem ser colocados, honesta e gratuitamente em favor do Reino. Será que estamos "em dia" com Deus? Penso que todos temos um pouco de maus administradores, porque, muitas vezes nos omitimos e não nos comprometemos com nossas obrigações como discípulos de Jesus, pensando somente em nosso proveito próprio e esquecendo dos nossos semelhantes e do comprometimento que temos diante do Reino de Deus. Podemos ser chamados "Filhos da luz"? O que nos falta para vivermos como tal? Que valor damos ao dinheiro e aos bens materiais? Eles servem para nos aproximar uns dos outros ou para construir distancias? 
Pensemos nisso durante a semana que inicia. 

Leia Também Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita! Eu só penso naquilo!