Para quem quer comprar um Fusca

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

Parte 1 – o motor

Tudo bem, você juntou coragem e dinheiro suficientes e resolveu realizar seu sonho de comprar um Fusca. Mas e agora? Como escapar das ciladas e acertar na escolha?

Na hora da compra, atenção especial para o motor. Aqui vão algumas dicas que podem lhe poupar muito dinheiro e dor de cabeça.

1 – Teste da polia: Com o motor desligado, ponha o Fusca em ponto morto. No motor você verá duas polias - uma grande (embaixo) e uma pequena (mais acima), ligadas por um correia. Pegue a polia grande e faça um movimento para frente e para trás, com toda a sua força, como se fosse arrancar a polia do eixo. Se notar alguma folga, o motor tem problema de folga no virabrequim. O reparo é caro. Se o carro não for MUITO barato, melhor continuar procurando.

2 – Teste da compressão: Junto ao bocal por onde se coloca o óleo no motor existe uma mangueira. Desencaixe-a e, com o motor ligado, acelere. Coloque a mão sobre o local onde a mangueira encaixa no motor e sinta o sopro de ar. O correto é não ter quase nada de fluxo. Se o sopro estiver forte o motor tem desgaste e a compressão acaba vazando, fazendo o motor perder força. O reparo é caro e necessita ao menos desmontar o motor e, as vezes, até retificá-lo. Melhor continuar procurando.

3 – Teste de vazamentos: Se puder verificar o carro no local em que ele fica guardado, melhor. Se não for possível, o ideal é fazer o motor funcionar e aguardar pelo menos 30 minutos com o carro parado para verficar se existe algum tipo de vazamento de óleo. Vazamentos maiores escorrem e formam poças no chão, embaixo do motor. Vazamentos menores deixam sujas as peças por onde escorre o óleo. Um pequeno vazamento não é um problema sério, mas você terá que estar sempre verificando o nível do óleo e completando se necessário. O conserto normalmente é caro.

4 – Teste da fumaça: Motor bom não faz fumaça. As vezes, quando é muito frio ou muito úmido, pode fazer um pouquinho logo ao ligar, principalmente se estiver parado em lugar inclinado. Mas em poucos segundos a fumaça some. Portanto, se estiver fumaceando, está com problemas. Fumaça preta é sinal de motor desregulado e o conserto é mais ou menos barato. Fumaça clara (branca/azulada) significa óleo queimado e problema sério. Melhor continuar procurando.

5 – Teste do barulho: Faça o motor funcionar e acelere. Segure acelerado durante alguns segundos, solte rapidamente e volte a acelerar. Se ouvir estouros, pode ser escapamento furado ou motor fora de ponto. Conserto barato. Se ouvir barulhos metálicos, tipo ferro com ferro, pode ser problema sério e caro. Melhor continuar procurando.

Além dessas dicas, se você permanecer com dúvidas sobre o estado do motor, é importante levar o Fusca em um mecânico especializado em VW refrigerado a ar antes de fechar negócio. A experiência faz diferença nessa hora.

Na semana que vem continuaremos com as dicas para a hora da compra do seu Fusca. Grande abraço.

Leia Também História sem fim Ausentes fisicamente, mas presentes na memória! STJ mantém decisão que afasta IR em uso de software por empresa Esperando demônios