As eleições e a lavagem no PT

Postado por: Dilerman Zanchet

Compartilhe

Estava escrito. Estava desenhado para quem não queria entender. Era visto de que iria acontecer.

Porém, os “entendidos”, mascarados pela verdade, demoram mais a aceitar. Muitos deles, a cada final de mês, têm o “seu” é depositado, sangrando ainda mais os cofres públicos, mesmo que para isso não sintam um pingo de remorso ou de vergonha (estes encontram, sempre, uma saída que dizem ser honrosa). Alguns, claro. Nem ousaria dizer que são a maioria. Mas uma laranja podre sempre faz um estrago no cesto.

Aceita que dói menos.

A batata do PT estava assando desde a última campanha eleitoral para a presidência. Aliás, antes disso, quando o Ministério Público Federal começou a investigar e constatou o envolvimento, a culpabilidade e o roubo que fizeram alguns caciques do PT e de outros partidos, incluindo a direita que se diz progressista, no rolo. Presos, até pediram clemência para tratamento médico. José Dirceu foi mandado para se tratar em casa. Voltou para a gaiola, na segunda etapa de suas inúmeras falcatruas, quando flagrado novamente, desta vez na Lava-Jato.

A propósito, onde estão os amigos, colaboradores, doadores de milhares de reais depositados em uma conta corrente para ajudar o Zé? Os mesmos que, muitas vezes, tiraram de seu “bolsa família” para ajudar a Dilma a pagar seus voos depois de impedida?

As eleições do final de semana mostraram, mais uma vez, que o Brasil não quer e não comunga de falcatruas, de roubo descarado. De hipocrisia.

Os hipócritas que gritam o golpe de Temer são os mesmos que depositaram alguns reais na conta do Zé e nas viagens da Dilma, e que ainda acreditaram em Papai Noel.

Porém, o povo não acredita mais.

O exemplo está no resultado, que indicou uma decadência nunca antes vista do tal partido nesta eleição, tanto para prefeitos como para vereadores. Foi uma fuga desconcentrada de eleitores, que antes acreditavam na proposta de inclusão social, de melhora, de emprego e renda, e acabaram se frustrando. E a frustração foi demonstrada no voto.

Há que se rever os rumos deste que foi um dos maiores partidos da América. É um estudo para os intelectuais "historiadores", muitos deles que se preocupam em analisar o gaúcho e sua tradição. Mudem o rumo, troquem a página e passem a avaliar o que fez do PT uma grande ilusão da esquerda. 

O PT, que afundou o Brasil, está afundando.

Poucos ratos ainda estão no barco. Não vão resistir por muito tempo. No entanto, mais uma vez, terão forças para gritar aos ventos que a mídia é golpista e que o impeachment foi golpe.

E foi mesmo: Um golpe da lavagem, da limpeza, do expurgo na sujeira que criaram no país e que não só emporcalhou como deixou fedendo um rastro de corrupção.

A imagem da semana, daquele homem coberto com a Bandeira do Brasil - símbolo não respeitado pela deputada mamãe, que desmoralizou o Hino – com uma lavadora a jato, foi histórica.

O Brasil lavou o PT.

Demorou!

 

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito