Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: se houver um segundo, é possível chegar primeiro!

Postado por: Luiz Carlos Carvalho

Compartilhe
Olá, amigos internautas!
O Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil deu uma lição de vida na noite do último sábado: enquanto houver um segundo, é possível chegar primeiro. Permanecem vivas as chances de garantir o retorno da capital do Planalto Médio à Série Ouro.
A vitória foi épica. Primeiramente, era  preciso pelo menos empatar no tempo normal para garantir a vitória na fase de prorrogação, diante de um qualificado Alvorada, dono da segunda melhor campanha da fase inicial da competição. Se viu, entretanto, no confronto de ida que se tratava do confronto mais equilibrado e que os passo-fundenses lutaram até o fim pela classificação. E assim foi: perdia por 3x1 e empatou faltando 35 segundos. Na etapa extra, saiu perdendo e precisou virar, o que conseguiu no segundo final de espetáculo, com gol de Alemão.
Não importando o que resultar no final do campeonato, esse grupo já pode ser considerado vencedor. Os atletas, que possuem outras ocupações, chegam a treinar até mesmo no horário do intervalo do almoço para garantir que Passo Fundo tenha a possibilidade de reviver as emoções do futsal. Tudo o que se pode esperar agora é casa cheia no próximo sábado, no Ginásio Capingui, na abertura da disputa das semifinais.

GUARANY:  O time de Espumoso será o concorrente do Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil. Carrega o peso de nunca ter sido campeão em sua história nas competições estaduais. Trata-se de um elenco extremamente qualificado, dirigido pelo ex-jogador Vandré e representa uma comunidade apaixonada pelo futsal. Fez o maior investimento de todos os participantes da Série Prata. Começou bem o campeonato, teve quedas e substituiu o técnico Jarico.  No sábado passado descuidou-se, após ter goleado fora, e foi derrotado pela AFF. O adversário de Fortaleza dos Valos, porém, chegou ao seu limite, e na prorrogação o Guarany fez valer a sua qualidade. Virão pela frente dois grandes jogos. Pelo merecimento, poderiam subir os times de Passo Fundo e de Espumoso, mas quis o destino que viessem a se cruzar.

ARBITRAGEM NO BRASILEIRÃO: Infelizmente, outra vez a arbitragem passa a figurar nas manchetes do Campeonato Brasileiro. Embora os apitadores e auxiliares se apresentem como bem preparados, estão cometendo erros em série, o que estabelecem as reclamações. O que ocorreu nas duas rodadas anteriores foi cruel e requer uma revisão por parte da comissão e CBF.  O Fla-Flu demonstrou com nitidez a interferência externa: o gol do Fluminense foi irregular, mas a demora de 13 minutos para se tomar uma decisão, com pressões e opiniões de terceiros, derrubou toda a atuação de um integrante dos quadros da FIFA.  No domingo, 16, a turma se superou: teve pênalti marcado que não foi e o que foi não foi assimilado no jogo Figueirense x Palmeiras. No jogo Botafogo x Atlético/MG houve condução de bola com o braço e conclusão para as redes. E, por último, em Sport x Vitória, juiz e auxiliar apontaram escanteio em um lance e voltaram atrás para marcar pênalti. Demais. Que na semana os jogadores sejam os personagens centrais!

Até a próxima. Sejam felizes, vocês merecem!

Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!