Finados, dia da saudade.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
A palavra "finados" vem do latim: "finis", fim.
A comemoração do dia de finados começou a partir do ano 998 DC. e foi introduzido pelo Santo Odilon, abade do mosteiro beneditino de Cluny na França. Quatro séculos depois, o Papa, em Roma, adotou o dia 02 de novembro para a Igreja Católica.
O dia de finados é comemorado desde o século I, onde os cristãos rezam pelos falecidos e comemoram a vida eterna das pessoas que já faleceram. 
"Felizes os mortos que morrem no Senhor". (Ap 14,13). É um dia especial em que deixamos de lado nossas atividades rotineiras para pensar no amanhã. Sabemos que a morte é a maior das certezas, mas sempre imaginamos que está bem longe. A eternidade nos remete a um lugar que estamos construindo e preparando, agora, durante nossa vida terrena. O tempo que vivemos é um dom e um presente que Deus nos concede.
O Papa Francisco diz: "Quem pratica a misericórdia não tem medo da morte".
Pe. Antonio Francisco Bohn: "A vida nos foi dada para buscar a Deus; a morte para encontrá-Lo e a eternidade para estarmos na Sua companhia."
Podemos ainda lembrar das palavras que o próprio Jesus disse a Marta: " Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá. E quem vive e crê em Mim jamais morrerá." (Jo 11,25).
Finados é um dia para rezar mais e ter consciência que somos criaturas finitas e que pertencemos a Deus. 
Lembro que minha mãe dizia: "quem teve uma vida correta e justa, terá uma morte serena". 

Leia Também Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita! Eu só penso naquilo!