Não incide ICMS sobre demanda contratada de energia elétrica não utilizada

Postado por: Thiago Damian

Compartilhe

Os contribuintes que possuem elevado consumo de energia elétrica geralmente contratam diretamente com as concessionárias uma reserva de potência fixa chamada demanda contratada.

A demanda contratada é definida pelo órgão regulador do sistema elétrico como sendo a "demanda de potência ativa solicitada ao sistema elétrico, que a concessionária se obriga contratualmente a disponibilizar ininterrupta e continuamente para o consumidor, no ponto de entrega, conforme valor e período de vigência ajustados e que deve ser paga, seja ou não utilizada durante o período contratado".

Assim sendo, o ICMS incide sobre a energia elétrica efetivamente utilizada.  Ocorre que, o Estado vem cobrando ICMS sobre a demanda contratada e não utilizada. Em decorrência disso, foram ajuizadas inúmeras ações alegando a impossibilidade da cobrança do imposto sobre a energia elétrica não utilizada, haja vista que a simples disponibilização de energia elétrica ao consumidor, não enseja o fato gerador do ICMS, pois não houve a efetiva circulação, não ocorrendo transmissão de posse ou propriedade, nem o fato gerador do imposto.

Ao apreciar o Recurso Especial 960.476/SC sobre o tema em destaque, o Superior Tribunal de Justiça decidiu convenientemente aos contribuintes assentando que: “Em suma: o pedido da impetrante deve ser acolhidos em parte, para reconhecer indevida a incidência de ICMS sobre a parcela correspondente à demanda de potência elétrica contratada mas não utilizada”.

Após entendimento consolidado, o Superior Tributal de Justiça editou a Súmula 391 do seguinte teor: “O ICMS incide sobre o valor da tarifa de energia elétrica correspondente à demanda de potência efetivamente utilizada”.

Portanto, está devidamente pacificada a matéria no Superior Tribunal de Justiça, haja vista que o Recurso Especial teve repercussão geral reconhecida e, além disso, foi editada súmula que consiste em balizar os tribunais inferiores sobre as decisões a serem proferidas sobre o tema ora debatido.

Para maiores informações e esclarecimentos encaminhe e-mail para contato@pompeoedamianadvogados.com.br, mensagem via Whatsapp para o número (54) 98434-2012 ou https://www.facebook.com/Thiagodamianadvogado/ onde serão publicados artigos e notícias sobre decisões dos tribunais venham carrear benefícios aos leitores.

 

Leia Também 16º Domingo do Tempo Comum. Teve compaixão Vantagens do Programa Sustentabilidade Ambiental Empresarial Um Fusca com roupa de Jipe