VW Fusca Automático – sim, existiu

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

Parece até um pouco improvável mas sim, o velho Fusca já teve uma versão que vinha de fábrica com câmbio automático. Não no Brasil, claro. Por aqui o Fusca permaneceu praticamente igual ao protótipo do professor Porsche até 1970. Depois disso, incorporou algumas poucas modificações até seu derradeiro fim, em 1996.

Mas em 1968, com o grande sucesso dos besouros nos Estados Unidos, a VW percebeu que para um público que desde a década de 50 havia praticamente abolido o câmbio manual, um Fusca com câmbio automático seria uma boa ideia para alavancar ainda mais as vendas. Principalmente no momento em que a invasão dos carros japoneses ameaçava sua fatia do bolo com carros mais modernos e atraentes.

Assim, a VW desenvolveu a transmissão chamada de “Stick Shift”, um sistema semi automático de 3 marchas à frente e uma à ré que passou a equipar os Fuscas vendidos para os EUA.

Sem pedal de embreagem, o motorista precisava somente posicionar a alavanca em alguma das marchas para arrancar suavemente com o Fusca. A primeira marcha era indicada para subidas íngrimes ou quando muita carga estava sendo puxada, como um trailer. A segunda marcha seria a mais indicada para trajetos urbanos e a terceira para trajetos mais longos, como viagens.

Mecanicamente o câmbio “Stick Shift” é igual ao câmbio normal do Fusca, mas com uma marcha a menos. A diferença está na embreagem, ligada eletricamente quando a alavanca é acionada e desligada quando a marcha é engatada. A ausência de trancos quando a marcha é engatada é proporcionada por outro dispositivo, o conversor de torque.

No Brasil, alguém que quisesse um Fusca Automático na década de 70, teria que importá-lo da Alemanha. Mas o preço final, recheado de impostos e taxas, era astronômico e facilmente se poderia adquirir um ou dois carros nacionais de luxo com a quantia que teria de ser desembolsada, o que tornou esse modelo raríssimo por aqui.

Os Fuscas das fotos dessa matéria pertencem ao colecionador paulista Gabriel Marazzi, sendo o Fusca branco um 1970 e o azul um 1971. Perceba as diferenças marcantes entre os modelos americanos e os brasileiros na década de 70. Inclusive, o Fusca azul 1971 dessas fotos é um modelo chamado 1302, sobre o qual trataremos semana que vem.

Um grande abraço e até lá!

Leia Também Fusca e outros motores GPS é medida útil é barata para o Interior Consciência negra, consciência política! (1) Quem será o novo Presidente do Brasil em 2018?