Por que Passo Fundo ficou sem ambulância do SAMU?

Compartilhe

Não consegui entender os critérios do governo Temer para distribuir as ambulâncias do SAMU. Marau, Soledade e Carazinho, receberam ambulâncias. Passo Fundo ficou sem. Pedido houve. A secretaria da saúde do município não dormiu no ponto. Encaminhou o pedido ao governo do Estado que era quem estava com a missão de selecionar os municípios. Há quem diga que faltou ação das lideranças políticas da cidade. Passo Fundo hoje não tem deputado afinado com o governo, mas tem o prefeito Luciano Azevedo. Vi o prefeito de Marau, Iura Kurtz, rasgar elogios para o deputado Zanchin, teria sido o padrinho da conquista no vizinho município.

Nossa ambulância do SAMU está precisando de outra. Nesse final de semana estragou justamente no meio do trecho entre um socorro e o hospital. Ambulância do SAMU é usada para fazer socorro, não é para o transporte de passageiros para consultas, exames e cirurgias em outros municípios. Portanto, município com 200 mil habitantes deveria estar na lista assim como Porto Alegre, Novo Hamburgo, Gravataí e Bento Gonçalves, que foram contemplados.

Se o critério foi político, houve um erro grave. Recursos escassos do poder público devem sempre primar pelo bem da maioria das pessoas e não pela afinidade do governante maior com seus correligionários no interior.   

Leia Também Por que usar Emojis nas Redes Sociais? Sistema de Gestão Ambiental nas empresas Combate ao Golpe do Bilhete Premiado “João é seu nome”