Digam o que quiser, mas foi sabotagem

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

 

Em mais um acidente aéreo repleto de coincidências e mistérios e morre aquele que estava à frente de uma das investigações mais históricas do Brasil, que já levou para a cadeia muitos políticos corruptos. Causas para o acidente existem muitas, porém eu acredito que tem sabotagem, portanto um crime por trás da morte do ministro Teori Savaschi, relator da operação Lava Jato. Talvez isto nunca seja provado, igual a morte de Ulisses Guimarães, igual a morte de Eduardo Campos, as quais também acredito que não foi obra do destino e sim de pessoas diabólicas. O Brasil deve lamentar esta perda, mas isso não pode trancar a operação, os processos têm que seguir e os que devem irem para a cadeia, junto com os seus comparsas, é isto que espero neste momento.


Mulheres fortes no tradicionalismo

Uma área que no passado era território quase que exclusivo dos homens, começa a ser dominada pelas mulheres. Das 30 regiões tradicionalistas do Estado, 07 delas tem uma mulher à frente.  A mais destacada delas é a coordenadora da nossa região, Gilda Galeazzi, que foi reconduzida ao cargo nesta semana. Gilda tem o apoio quase unânime da gauchada, pelo exemplo de trabalho que realiza há 16 anos. Foi coordenadora da 7ª.Região tradicionalista de 1996 a 2004 e numa segunda etapa, desde 2011. A liderança de Gilda foi conquistada com muito trabalho neste tempo todo, sempre aberta, de forma coletiva e o principal, sem ganhar salário para representar o movimento. Por tudo isto Gilda merece o reconhecimento, os parabéns e o desejo de muito sucesso neste novo mandato.

 

Menos policiais em Passo Fundo

Como acontece nesta época do ano, policiais da nossa cidade estão sendo deslocados para as praias. Até agora perdemos 21 deles, pelo menos até o final da temporada. Com isto, o policiamento local fica prejudicado, pois se em períodos normais já seria uma baixa considerável, imagina agora que a falta de efetivo cresce a cada mês com servidores se aposentando, entrando em férias, atestado ou até mesmo desistindo do serviço público, por todas as dificuldades e cortes que estão acontecendo. Portanto, para quem fica na cidade, cuidado redobrado neste período.

 

Priorizar quem espera ou quem toma iniciativa

A falta de moradia para a população de baixa renda é um grave problema social em Passo Fundo. Tem gente a mais de 10 anos na fila de espera e nada de realizar o sonho da casa própria. Alguns de tanto esperar, resolveram invadir área públicas e construir. Acontece que dezenas de processos de reintegração terão que ser cumpridos, mais cedo ou mais tarde e essas pessoas correm o risco de perder o que tem. Seria justo isto, levando em consideração que tudo precisa ser feito dentro da lei e quem respeita merece esta recompensa? Este é o tema do programa Frente e Verso, que vai ao ar logo mais a partir das 10hs na Rádio Planalto. Participe e dê a sua opinião.


Dizem por aí....

Que uma dupla gauchesca, das mais renomadas do estado, filhos de Passo Fundo, anunciam em setembro, o fim da parceria.... Será verdade?

Leia Também Marta e Maria Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato