Quem teria interesse na morte do ministro?

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

“Onde há fumaça, há fogo” este dito popular serve neste caso. Novas informações dão conta que o ministro, Teori Zavascki, vinha recebendo ameaças de mortes, o avião do acidente está sendo pesquisado a todo o momento, o piloto era mestre em fazer aquele percurso, a conversa com a torre, simplesmente desapareceu e por aí vai...São muitas suspeitas e eu continuo dizendo que foi sabotagem o que aconteceu. A pergunta é quem teria interesse na morte do ministro? Praticamente toda a classe política do centro do país, mas, sem dúvida, que os líderes de partidos como PT, PSDB e PMDB, estão entre os principais suspeitos.  

Pretendentes devem manter cadastro atualizado na Habitação

O secretário de Habitação, Paulo Caletti, que participou do programa Frente e Verso de sábado, pela Planalto, fez um alerta para quem sonha em ter a casa própria e para isto precisa de uma mão do poder público. Como disse o secretário, a vida das pessoas muda de uma hora para outra e quem precisava de casa, talvez não precise mais ou talvez precise mais ainda, então é importante manter o cadastro atualizado, pois a escolha de quem será contemplado não é por ordem de inscrição e sim por necessidade, baseado em vários critérios de analise sócio econômica. A Secretaria de Habitação está agora na Avenida Brasil, nos altos do bairro Petrópolis, bem em frente ao Cais. Quem há muito tempo se inscreveu e não voltou mais deve ir até lá e atualizar as suas informações.

Substituição de mortos

Como não temos mais áreas para cemitérios horizontais em Passo Fundo, o negócio é substituir mortos, isso mesmo, quem tem um familiar sepultado num dos cemitérios municipal, precisa recolher a ossada e reaproveitar o tumulo, no caso de uma nova morte de algum familiar. O assunto é delicado, mexe com sentimentos e lembranças, mas a realidade é impiedosa, cemitério é coisa do passado. A saída é a cremação ou novos empreendimentos de cemitérios na vertical.

Leia Também Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato O bom samaritano