Pais deveriam torcer para o filho ''pegar quartel''

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe
Todo o ano nesta época é a mesma coisa, adolescentes e pais desesperados, com a possibilidade de o filho ir para o quartel. Olha, eu não servi, por ter sido pai muito cedo, mas sonhava desde criança em ir, se dependesse de mim teria ido, por entender que seria importante, quem sabe seguir uma carreira, mas como aprendizado, sem dúvida. Quem foi, sabe do que aprendeu, muitos souberam o que é ser gente e tiveram os primeiros contatos com as adversidades da vida, aprenderam disciplina, ordem, resistência, perseverança, enfim, muitas coisas que com certeza fizeram diferença, para o bem, nas suas vidas. Não há razão para não querer que o filho tenha esta oportunidade, salvo questões específicas da vida de cada um, mas de uma forma geral, todos deveriam ir. Os filhos de hoje estão sendo criados com muita regalia, mimados como se diz, o que poderá significar sofrimento mais tarde.
Carnaval de Rua pode ser salvo com união, mobilização e honestidade
No programa Frente e Verso de sábado, pela Planalto, o tema foi se Carnaval de Rua, que não sairá pelo segundo ano consecutivo, faz falta ou não para Passo Fundo. As opiniões se dividiram, mas o fato é que o Carnaval, como tantas outras manifestações culturais, não pode morrer. Quem sabe as escolas param de ficar correndo uma para cada lado e se unam para realizar eventos o ano inteiro, escolham um único lugar e promovam festas e eventos de forma conjunta. No final do ano se vê o que arrecadou e faz um rateio em cotas iguais, como um pouco que o poder público deve botar e mais um pouco de patrocínio, é possível realizar uma grande evento. Agora, precisa colocar a frente deste movimento pessoas que querem ver o bem do Carnaval e não do seu bolso, pois o desvio de dinheiro prejudicou muito o Carnaval, honestidade é fundamental para que esta mobilização possa dar certo. Não sai o Carnaval de Rua de 2017, mas vamos começar a trabalhar desde já para que ele volte com força em 2018.
Governo cobra mais imposto, porém arrecada menos
Dados oficiais dão conta de que a arrecadação do Governo Federal caiu em 2016. Desde 2010 não se tinha uma queda como a do ano passado. Se temos uma carga tributária das mais altas do mundo, como se explica não arrecadar mais? Com certeza na sonegação, na inadimplência, pois criar impostos não significa arrecadar mais, o povo e o empresariado, pagam o que podem e no mais azar, deixa atrasar. Se o governo diminuísse essa quantidade de imposto e também de valores, sairia ganhando. Como as vendas no comércio, vende mais, por menos e no final das contas o lucro é maior, mas não se tem essa visão e se acredita que todos os problemas sejam resolvidos explorando a população.

Leia Também O bom samaritano Um projeto para o Brasil Reforma da Previdência: cofre aberto Ambição derrotada