Dizem por aí (de novo)!!!

Postado por: Dilerman Zanchet

Compartilhe

- Dizem por aí que o patrulhamento aos órgãos de comunicação que não falam o que se quer ouvir, está em pleno vapor em um determinado setor público. E que, pelo tamanho da equipe de trabalho, não passa nada, nem em rádio, nem em tv, nem em jornal, revista ou rede social;

- Dizem por aí que tem um “gabinete de crise” em determinado setor público, a fim de constatar reclamações, notícias e comentários e, a ordem de cima é de que sejam imediatamente respondidas ou “ameaçadas”. Doa a quem doer;

- Dizem por aí que a Polícia Federal está investigando uma determinada instituição assistencial em determinada cidade da região e que te m político envolvido. Será verdade?

- Dizem por aí que, se for verdade a questão do político envolvido no caso específico, configura-se, além de outras “coisitas”, até um caso de nepotismo e, ao que tudo indica, muita gente já botou as barbas de molho. Onde há fumaça....

- Dizem por aí que, em determinado poder público, a dívida contraída nos últimos tempos são tão significantes que, para fechar o ano, precisariam arrecadar dois meses a mais do que dispendem recursos. Ou seja, que o ano tivesse 14 meses. Só para pagar as contas. Será verdade?

- Dizem por aí que alguns funcionários da Polícia Rodoviária Federal estão assustados com a reação de colegas, em abordagens aos cidadãos que usufruem das maravilhosas estradas federais do Rio Grande do Sul. O fato se deve às constantes reclamações em redes sociais e ao que chamam de acumulo de trabalho nesta época em que o movimento aumenta consideravelmente. O que os tais colegas não entenderam, ainda, é que estão na função para servir ao povo e não a servir-se do mesmo. E que educação não é privilégio só de quem precisa. É dever de todos;

- Dizem por aí que há uma revolta interna na guarda municipal de trânsito. Poucos são os que estão realmente a fim de “contentar” o chefe, mesmo com a falta de efetivo. Será?

- Dizem por aí que determinados financiamentos feitos por determinado órgão não estão sendo quitados em suas parcelas, de acordo com os contratos estabelecidos. Isso levará o determinado órgão a não mais poder fazer nenhum tipo de financiamento público. E que a cobra vai fumar, nos próximos meses ou anos. Será verdade?

- Dizem por aí que a “mamata” terminou e que, em alguns órgãos públicos da esfera estadual, o pessoal está tendo que trabalhar. Coisa que antes só se fazia quando o chefe estava por perto. E que, agora, há uma espécie de “revolução branca” entre alguns dos que só iam bater o ponto. Será verdade?

- Dizem por aí que agora o Zorro é quem vai pegar o Sargento Garcia. E que, ao contrário da história em quadrinhos, o mascarado pode ser considerado o Juiz Sérgio Moro. Será verdade?

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito