Quinto Domingo do Tempo Comum

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
Iniciamos o mês de fevereiro e sobre ele invocamos as bençãos do Senhor e o amparo da Mãe Maria.
0 homem benfazejo, misericordioso e justo, suntuosa riqueza haverá em sua casa, e para sempre durará sua abundância. Salmo 111(112), 4b,3ab
A primeira leitura deste domingo do profeta Isaías 58,7-10 nos convida "repartir o pão com o faminto, acolher os desabrigados, vestir os nus", Penso que nos dias de hoje muitos são aqueles que necessitam de pão, de moradia, de saúde, de educação, de trabalho, etc. Infelizmente vivemos num mundo onde prevalece o poder, o ter, a ganancia e a falta de amor. Onde nos enquadramos? Sempre é tempo de mudar e assim trabalhar pelo Reino de Deus:"justiça, amor, partilha e solidariedade".
A segunda leitura do Apóstolo Paulo à comunidade de 1Coríntios 2, 1-5 diz que não foi mérito seu em dar testemunho de Deus, mas foi demonstração do Espírito e do poder divino. Também, neste tempo, em que prevalece a promoção humana e a ânsia de mostrar nossos conhecimentos, procuramos méritos e desejamos ser elevados em prestígio.e glórias. Em se tratando de assuntos relacionados com o Reino de Deus precisamos nos revestir de humildade e saber que tudo o que somos nos foi dado, gratuitamente, pelo Senhor Deus.
O Evangelho de Jesus Cristo, segundo evangelista Mateus 5,13-16 nos alerta que somos "sal e luz para o mundo".
Após proclamar o sermão das bem-aventuranças, Jesus continua mostrando aos discípulos a importância de não se deixarem contaminar pela sociedade injusta, contrária ao Reino de Deus. Quando nos diz que somos o sal do mundo, este não deve nunca perder o sabor. Quanto a luz, esta não deve ficar escondida. Jesus quer nos convidar a levar a Boa Nova a todos. principalmente aqueles que ainda não a conhecem. A nossa luz brilhará diante dos outros na medida em que vivermos conforme as "bem-aventuranças". Deus Nosso Senhor será glorificado com nossas obras e nosso testemunho.
Como deixar que nossa luz resplandeça na nossa família, na nossa comunidade?

Leia Também Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita! Eu só penso naquilo!