Ano para o Passo Fundo quebrar um tabu

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

Que vitória importante para o Passo Fundo, que jogo fez o tricolor em Erechim neste domingo, 05. Vitória de time aguerrido, que não se conforma com a derrota. Esse 2x0 sobre o Ypiranga reforça ainda mais a minha convicção de que esse é o ano do Passo Fundo.

O Passo Fundo venceu bem o Ypiranga, com Saldanha e Jessé e direito a pênalti perdido. Somou seus primeiros três pontos na competição e se afastou da zona de rebaixamento. O jogo nos mostrou mais uma virtude do técnico Paulo Porto que é a flexibilidade. Diferente de grande parte de seus colegas que “morrem” abraçados as suas “paixões” (convicções), Porto demonstrou ontem, 05, que percebeu os erros do time no primeiro jogo, que algumas peças precisavam ser modificadas e que inclusive o seu esquema tático precisava ser outro para a partida. Desde o início da pré-temporada Paulo tem dito que seu esquema preferido é o 4-2-3-1, e foi assim que ele perdeu para o São Paulo, mas em Erechim ele variou, entrou com um 3-5-2, mudando seis jogadores em relação a partida anterior, e o resultado também mudou, o Passo Fundo foi soberano e venceu fora de casa. Paulo Porto é um grande técnico, e é bem assessorado pelo Alessandro e o Ernestina.

Agora a parada é dura, domingo que vem o Grêmio na Arena, e na sequência o Inter no Vermelhão, o Passo Fundo é o único time da série A que NUNCA venceu a dupla Gre-Nal. Isso mesmo, o Passo Fundo NUNCA somou três prontos enfrentando a dupla. Como tenho dito que 2017 é o ano do Passo Fundo, vejo que é a melhor oportunidade para quebrar esse tabu, o Grêmio, que é o primeiro adversário ainda está se organizando, perdeu para o Caxias, os jogadores recém chegados ainda não estão bem entrosados, logo essa é uma boa oportunidade para tirar pontos no tricolor lá na Arena, e o Inter... Bem, o Inter começa a preocupar, na derrota para o Novo Hamburgo o Zago fez uma bagunça no time, ninguém entendeu nada e perdeu em casa. Faltam 15 dias para o jogo, pode ser que até lá o Zago nem esteja mais no comando colorado, mas eu não me lembro de um Inter tão fraco vindo para Passo Fundo, é a grande chance! Se somar pontos nesses dois jogos o Passo Fundo começa a encaminhar a sua classificação.

Nesse final de semana perdemos um grande comunicador, Gilson Paz nos deixou. Tive o privilégio de trabalhar com ele por alguns anos aqui na Planalto até seu afastamento dos microfones por problemas de saúde. Vai com Deus Cabeça!

Boa segunda!

Leia Também Veículo usado por agricultor não pode ser penhorado Que venha o Grêmio, como ele é Pais procuram filhas desaparecidas Homens e a moda para as festas de final de ano