A hipnose como uma alternativa para o tratamento da depressão

Postado por: Caroline Garcia Silva

Compartilhe

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2030, a depressão deverá ser a doença com maior incidência na população. Mesmo sendo uma doença comum, as pessoas acabam demorando para procurar ajuda e tratamento. Os sintomas apresentam-se das mais diversas formas, alguns perdem o ânimo, sente-se apáticos; perdem o interesse por atividades que eram de rotina; choram com muita facilidade; perdem o interesse sexual.

A hipnose pode ajudar a pessoa a identificar as causas que levaram ao desenvolvimento da depressão. É a oportunidade que a pessoa tem de visualizar seus problemas emocionais mais íntimos e procurar fazer mudanças em seu comportamento e pensamento. Com o quadro depressivo, as pessoas acabam bloqueando lembranças, e apresentando dificuldades de enfrentar os seus medos. Através da hipnose é possível mostrar ao paciente que dentro de si existem pontos positivos e encontrar a força que ele não acredita possuir. A sensação de paz e bem estar é outra oportunidade desencadeada pela hipnose, pois o paciente a se conhecer melhor, a perceber que é uma pessoa com qualidades, criando um laço consigo mesmo, amando-se mais, deixando de se maltratar.

A hipnoterapia é um procedimento complementar para o tratamento da depressão, não é invasiva e é livre do uso de medicamentos.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”