A linha tênue dos valores

Postado por: Kelvyn Krug

Compartilhe

Os problemas gerados na sociedade atual são justamente porque a família, de um modo geral, na sociedade, além do tradicionalismo gaúcho, está sendo desintegrada. Os Centros de Tradições Gaúchas e entidades afins devem resgatar os valores que sempre foram primados dentro do movimento organizado, para que mais pessoas possam estar ingressando nas entidades tradicionalistas e assim fortaleceremos o quadro de associados, evitando o esvaziamento das entidades, para que não afastemos mais pessoas de estar em nosso movimento e que acabem não dando o valor necessário que a família e os nossos progenitores necessitam. Pois, é dando valor para nossa família que estaremos cumprindo o que a nossa carta de princípios almeja, auxiliar o estado na resolução de seus problemas fundamentais. Mas quais são os problemas fundamentais na sociedade atual? As pessoas se atiram em mundo ilícitos e inválidos, que não levam a lugar nenhum, e deixam de lado aqueles que nos deram a vida que auxiliam na nossa formação da nossa maturidade e ideologias.

Barbosa Lessa afirmou na sua tese “O sentido e o valor do tradicionalismo” a importância de valorizar os grupos locais, a família. Nossa família dentro do tradicionalismo gaúcho é de suma importância, muitos pais levam seus filhos para dentro de uma entidade para que eles aprendam valores fundamentais e que infelizmente na sociedade atual estão se perdendo, como o respeito aos mais velhos, a ética e a palavra empenhada, formando personalidades capazes de ter valores éticos e morais para uma vida inteira. A família por muitos anos foi, no presente é, e ainda será o alicerce para toda e qualquer atividade que formos realizar, dando o apoio e sustento necessário para fortalecer a identidade firmada nas raízes de uma entidade tradicionalista.

 Por isso, devemos abraçar a nossa família tradicionalista e fortalecer as raízes da tradição gaúcha! Como diria uma famosa frase: “Hoje em dia conhecemos o preço de tudo, mas não sabemos o valor de nada” e por isso devemos rememorar os valores de genuinidade da raiz do gaúcho, afinal, já nos afirmou o grande filósofo Nietzsche: “A moralidade é a melhor de todas as regras para orientar a humanidade”. 

Leia Também A Justiça injusta 12º Domingo do Tempo Comum O legal, o justo e o moral Semana do Migrante