Um grande jogo no Vermelhão

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

Foi um grande jogo. Acredito que ninguém tenha se arrependido de ter comprado o ingresso e ido ao Vermelhão ver Passo Fundo e Inter pela 4ª rodada do Gauchão, até mesmo aqueles que reclamavam que o valor estava caro. Bom, talvez a torcida colorada tenha saído frustrada pelo resultado do jogo. Mas para quem gosta das emoções que o futebol proporciona o jogo de ontem foi um prato cheio que valeu cada centavo investido pelo torcedor e também pela direção do Passo Fundo para montar o time que está aí.

O Passo Fundo foi muito bem, principalmente no primeiro tempo quando abriu 1x0 e dominou o colorado. Sim, senhores, o Passo Fundo deu um “arrodião” no Internacional. O colorado não assustou, não fez nada, méritos para o técnico Paulo Porto que armou o time para isso. No segundo tempo o pênalti duvidoso logo no primeiro minuto deu o gol de empate ao Inter, e depois a virada, mas o Passo Fundo não se assustou, o Passo Fundo foi pra cima, insistiu e foi merecedor do gol de empate anotado aos 48 da segunda etapa.

Me parece que o pior já passou, sábado tem o Juventude fora, que também é pedreira, mas depois disso o Passo Fundo volta a jogar com os seus iguais. Se mantiver essa organização, se conseguir melhorar a qualidade técnica do time o Passo Fundo vai brigar na parte de cima da tabela. Cair para o acesso eu nem cogito.

Quero parabenizar a direção do ECPF pela organização da partida. Preciso também elogiar a equipe de comunicação do clube que estão dando um show nas redes sociais.

GRÊMIO

Continua não sendo fácil a vida do Grêmio, sem reforços de peso e com muitas lesões o Renato está tendo que se virar com o que tem nesse início de temporada. Para o Gauchão serve, mas para Libertadores é muito temerário. Não intendo como um time que está na série B consegue fazer contratações interessantes e o Grêmio não. Entre Potiker e Jael e fico com Potiker, mas enfim, aguardemos e oremos.

ARBITRAGEM

Entra ano e sai ano e é sempre a mesma coisa, estamos muito mal servidos de árbitros no futebol brasileiro. Ontem o árbitro de PFU x INT foi mal, errou em muitos lances, deixou de marcar um pênalti para o Inter, depois marcou um duvidoso. Não viu o toque de mão no segundo gol colorado e expulsou dois jogadores desnecessariamente. O da partida do Grêmio então um fiasco. Bem, ele já tinha se complicado aqui no Vermelhão no jogo entre Passo Fundo e São Paulo, e ontem fez sua estreia em jogos da dupla Grenal. Foi mal, assinalou um gol ilegal do Grêmio, não coibiu as faltas, distribuiu cartões amarelos quando o Grêmio retardou o jogo e nada fez quando o São José usou deste expediente. Errou em marcações de escanteios e laterais. Ambos prejudicaram o espetáculo.

TJD (Tribunal de Justiça? Desportiva)

A Carol Portaluppi realmente é uma mulher perigosa. Ela oferece grande risco ao público de futebol. É, ela chama bastante atenção, imagino que muitos homens perderiam a cabeça por conta da sua beleza. Ela ter entrando no campo de jogo após o fim de uma partida rendeu multa de 30 mil reais para o Grêmio. Do outro lado, marginais infiltrados entre torcedores colorados promoveram quebra-quebra, guerra de pedras, confusão generalizada em uma arquibancada, colocaram em risco a integridade física dos demais torcedores que estavam no estádio, fizeram o jogo ficar paralisado por alguns minutos, entraram em confronto com a Brigada Militar. E tudo isso resultou em uma multa de 50 mil reais. A filha de um treinador entrar no campo de jogo após o final da partida e briga generalizada em uma arquibancada tem praticamente o mesmo peso para os tribunais. Infelizmente, enquanto os clubes não forem punidos exemplarmente pelo comportamento de sua torcida, principalmente as organizadas, que recebem sim auxílio financeiro do clube, nós vamos continuar convivendo com brigas e confusões nos estádios. Que vergonha.

ATLETIBA

Que baita atitude dos clubes do Paraná. Não se dobraram para a Globo e não jogaram, é isso aí, os clubes precisam mostrar a sua força, os times precisam da Globo sim, mas a globo precisa ainda mais dos times. Por isso que eu sou favorável a Primeira Liga. Os campeonatos na Europa são organizados por Ligas dos clubes, e não pelas federações. E lá estão os grandes jogadores, lá os estádios estão sempre cheios, o futebol de lá é vendido para o mundo todo. De nada adianta termos estádios do mais alto nível e mentalidade e profissionalismo arcaicos. 

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”