Como lidar com um “balde de água fria”?

Postado por: Jéssica Limberger

Compartilhe

Você está motivado com sua realização, empolgado com uma ideia e determinado a atingir um objetivo. Uma felicidade muito intensa toma conta, até você contar para alguém e levar aquele balde de água fria. Quem nunca passou por uma situação assim? Quem nunca viu sua motivação cair lá embaixo depois de um comentário alheio? Situações assim são rotineiras, mas temos várias opções para lidar com elas.

Muitas pessoas reagem ao balde de água fria culpando os outros: “ela não deveria ter dito isso!” ou “ele me deixou para baixo...”. Talvez algumas pessoas até desistam do que estavam planejando, talvez outras fiquem magoadas, tristes e coloquem a culpa desses sentimentos na outra pessoa. Mas será que culpar a outra pessoa vai resolver algo? Alguns passos podem auxiliá-lo a compreender melhor essa situação.

1º Questione-se. Qual a importância daquela pessoa na sua vida? A pessoa que jogou o balde de água fria é alguém que você confia ou admira, e por isso ficou chateado? Se a resposta for sim, talvez esteja na hora de perceber que confiar e admirar alguém não significa concordar com tudo o que a pessoa diz ou pensa. Aliás, se você pediu a opinião da outra pessoa, é importante estar disposto a ouvir, e isso inclui elogios e também críticas.

2º Cuidado com o “deveria”. “Mas ela deveria me dar mais apoio!”. Outra enrascada. Quando vemos o mundo apenas da forma como as coisas deveriam ser, deixamos de ver como as coisas realmente são. E qual é a realidade? A pessoa que você compartilhou sua ideia maravilhosa simplesmente não concorda contigo. Ponto. É isso. Ficar pensando em como aquela pessoa deveria agir diferente não vai ajudar a você agir diferente.

3º Avalie a situação. O que a pessoa disse faz sentido? Após o momento da raiva, você compreende o que ela está lhe dizendo? Talvez exista alguma verdade naquilo que a pessoa falou. Quem sabe você até possa aprender com esse momento.

4º Reavalie. Se você desistiu de algo, deixou sua ideia ou seu plano de lado devido ao comentário de alguém, talvez não estivesse tão confiante sobre o que pretende realizar. É importante poder contar com a opinião de outras pessoas, mas esta não pode ser a única maneira de concretizar seus planos, tampouco ser a bengala na qual se apoia para decidir seguir ou não em frente. Essa decisão deve ser sua! Mantenha o foco sobre o que pretende realizar e como pretende alcançar os seus objetivos.

5º) Entenda o impacto da crítica. Cuidado ao dar muita atenção ao comentário negativo. Deixar de perceber os comentários positivos e apenas focar no comentário negativo pode gerar uma visão equivocada da realidade.

Por fim, sabemos que existem diferentes “baldes de água fria” no decorrer da vida. Não podemos escolher os momentos em que vamos nos deparar com um, mas podemos mudar a nossa atitude diante deles. Investir em ações que vão além de reclamar e culpar o outro já é um grande passo.

Leia Também Bolsonaro e a esquerda Ser religiosa (o) Escute o que o outro realmente quer dizer! Policiais estão matando mais, fora de serviço.