Corrupção... delação. Para quem, mesmo?

Postado por: Dilerman Zanchet

Compartilhe

A imagem de Marcelo Odebrecht, em depoimento, delatando toda a corja de políticos que você possa imaginar, ainda vai dar muito pano pra manga. Sobraram fezes para todos os lados, seja da direita, do centro ou da esquerda. Esta, não tão acostumada, escafedeu-se no lamaçal.

Dilma e Temer – Não é gólpi - utilizaram uma soma indescritível de dinheiro da poderosa Odebrecht para a campanha eleitoral. Dilma foi cassada. Temer deve ser, também.

Ainda, antes de entrar no miolo do pão: Aécio precisa pagar pelos seus erros. Se for para a cadeia, que vá junto com Lula, Dilma, Temer e todos os foras da lei que enxovalharam o país, transformando-o no mais corrupto do mundo.

Tem alguns historiadores que atribuem o início da corrupção no país ao império. Outros, pseudo intelectuais, dizem que a maracutaia começou com o governo militar, transamazônica, etc. Outros já personalizam o início da podridão à era Vargas e aos sindicatos. Na verdade, deveriam mesmo se preocupar em punir os ladrões.

Não vejo, por aí, arautos da esquerda socialista defenderem a punição dos corruptos de seu time. Pedem cadeia para os do outro lado. Imparcialidade é burrice.

Há alguns dias soube que um deputado premiou uma pessoa de suas relações (muito próximas, por sinal), com um excelente cargo público, em determinada cidade do interior. Pois é... E aí?

Para não deixar barato, o deputado também teve, em determinada cidade, contemplando uma pessoa “bem próxima” com um CC, ao que consta de alto salário, em outra determinada prefeitura.

Tudo aos “olhos” da lei anti-nepotismo. Vergonhoso. Triste. Intolerável sob o ponto de vista ético e moral.

Com a clareza que é peculiar, os inteligentes e estudiosos fazem vistas grossas a estes casos. “A minha relação com ele é só superficial”, diriam uns, que já foram cumplices no politicamente correto.

A delação de Marcelo Odebrecht ainda vai dar muito que falar. Espero que não fique só no papel e que todos os culpados sejam severamente punidos. Dilma já foi, esperamos que não volte. Lula não vira setembro sem estar preso (espera-se), Aécio, Temer, Serra, Calheiros e o resto do bando, deveriam aprovar e construir, em regime de urgência, uma cadeia especial. Não vai demorar a se falarem entre as grades.

Acredito em Sérgio Moro. Para mim, até que alguém com muito culhão prove o contrário, é o ícone da seriedade, da justiça, da moral brasileira. Comigo estão, no mínimo, a grande maioria da população brasileira.

Há, e é certo, os tapados. Os que não querem ver. Os manobrados. Não aceitam o  fato da justiça estar cercando os seus ídolos, não gostarem e atribuírem a Moro o ranço azedo da esquerda derrotada. Neste grupo, além dos “inteligentes” de plantão, estão alguns artistas e outros intelectuais. Estes mesmo que não conhecem o cabo da enxada, mas sabem muito bem como chegar ao cofre de Brasília através da Lei Rouanet.

Ahh esta esquerda caviar. É muito bom ser socialista, tomar uísque importado, calçar Nike e saborear um Mcdonalds, enquanto confere as mensagens do Whats o do Facebook em seu IPhone.

 

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito