Passo Fundo x São José: um velho adversário, com tantas histórias marcantes!

Postado por: Luiz Carlos Carvalho

Compartilhe
Olá, amigos internautas!
O fim de semana chegou e traz com ele a árdua tarefa de o Esporte Clube Passo Fundo restabelecer a condição de aspirante a permanecer na Série A e a de também aspirar a uma classificação. Tudo está depositado em suas próprias forças, tendo pela frente um adversário, chamado São José, que sempre tem apresentado muitas dificuldades nos enfrentamentos.
Desde a chegada à elite gaúcha em 1986, o tricolor precisou a vencer fortes disputas contra o chamado Zequinha. No primeiro encontro, o São José vencia por 1x0 em nossa cidade, por 1x0, com gol contra de Chimbica. No confronto de volta, o Passo Fundo levou a melhor e conquistou o título da Segunda Divisão. Naquele 0x0 da última rodada, em Porto Alegre, foi preciso vencer até os protestos do concorrente com uma bola chutada por fora, que perfurou a lateral da rede. Os mandantes queriam o gol. O árbitro Renato Marsiglia agiu corretamente e deu a saída de bola pela linha de fundo. Taça garantida para a festa passo-fundense. O time da Zona Norte da capital, posteriomente, subiu e sempre veio a fazer jogos extremamente disputados contra o nosso representante no Vermelhão da Serra e no Passo D´Areia.
Isso tanto é verdade que o Passo Fundo apenas venceu uma vez o time alviceleste em Porto Alegre - na década passada, com dois gols do atacante Rodrigo (2x1).
Desde que o time tricolor do Planalto Médio retornou à elite em 2012, ainda não conseguiu se dar bem contra o São José. Em 2013, não houe confronto. Perdeu em 2014 (0x1), em 2015 (1x2) e em 2016 (0x3).
Agora, porém, não há escolha. É o chamado jogo de seis pontos o deste domingo, às 18h30, no Vermelhão da Serra. Vencendo, o Passo Fundo poderá rondar a zona da classificação e deixar o oponente em situação muito difícil. O carnê a partir deste momento está a favor do tricolor, que já passou pela dupla Gre-Nal, pelo líder Novo Hamburgo e pelo Juventude, fora. Não foi eficiente, como deveria, como, principalmente, na estreia contra o São Paulo.
Não adianta perder tempo com lamentações, por ora, do período anterior. É projetar a sequência: são três jogos em casa, contra São José, Cruzeiro e Brasil. Fora, irá enfrentar Veranópolis e Caxias. 
Todos ao espetáculo, com rádio ligado na Planalto!
Até a próxima! Sejam felizes, vocês merecem!

Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!