Seara da Canção Gaúcha pode se tornar patrimônio histórico e cultural de Carazinho

Compartilhe

Tramita na Câmara de Vereadores de Carazinho um projeto de lei que declara bem imaterial integrante do patrimônio histórico e cultural do Município a Seara da Canção Gaúcha. O PL de número 034/17 deu entrada na casa no dia 14 de março e está tramitando nas comissões do poder Legislativo.

Com este projeto, o Executivo justifica a necessidade de declarar patrimônio imaterial do Município a Seara da Canção Gaúcha, nos termos do Decreto Federal nº 3.551/2000. A declaração de patrimônio imaterial do município torna o evento mais valorizado e eleva a sua importância, mantendo a essência de que as músicas sejam sempre inéditas e não só mostra de músicas, com a inserção de linhas instrumentais e de outras linhas, onde músicas nativistas e gauchescas concorrem.

Tal iniciativa é imprescindível para a busca de recursos a nível federal, junto ao Ministério da Cultura, como fonte de custeio para a realização da Seara da Canção Gaúcha, a exemplo do Município de Palmeira das Missões, que declarou o Evento Carijo da Canção Gaúcha como patrimônio imaterial do Município. Além disso, consta neste projeto de que será enviado ao Ministério da Cultura uma solicitação de recurso, esta já finalizada, dependendo apenas da edição de lei específica, para posterior envio da documentação completa ao MinC.

Fonte: Ass. Câmara/Carazinho
Foto: arquivo Seara da Canção

Leia Também Passo Fundo sedia Congresso Internacional de Folclore IMED sedia Seminário Internacional do Centro Brasileiro de Pesquisas sobre a Teoria da Justiça de Amartya Sen UPF apresenta seu aplicativo Livro do Mês em Passo Fundo é de Simone Saueressig