Carne Fraca: ministro da Agricultura estima prejuízo de US$ 1,5 bilhão por ano

Compartilhe

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que os problemas identificados na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, são questões “localizadas” e “pontuais” de desvio de conduta de servidores. Blairo Maggi defendeu o sistema e controle de qualidade da carne brasileira e disse que com o episódio a imagem do país ficou “arranhada” e “abalada”, impactando nas vendas para o mercado externo. O ministro estimou que o Brasil pode ter prejuízo de até US$ 1,5 bilhão por ano com os desdobramentos da Operação Carne Fraca. “Os prejuízos que vamos ter serão muito grandes”. De acordo com Maggi, a média diária de exportação brasileira de carnes é de US$ 63 milhões e ontem ficou em US$ 74 mil. “Estamos falando de números estratosféricos. Não sabemos o tamanho da pancada que vamos levar ainda”, disse.

A grosso modo, avaliou o ministro, o Brasil deve ter uma oscilação de mercado de aproximadamente 10% “num volume de US$ 15 bilhões que exportamos por ano nessas carnes. Vamos ver aí R$ 1 bilhão, R$ 1,5 bilhão de prejuízo por ano”, reconheceu.

O ministro participa nesta tarde de audiência pública conjunta das comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Aos senadores, o ministro disse que os problemas identificados na operação não são predominantemente de qualidade da carne, mas sim problemas relacionados à corrupção e desvios de conduta.

Fonte: Agência Senado

Leia Também Dia de Campo de Integração Lavoura-pecuária-floresta Inicia concurso de fotografia da Cotrijal Governo não está isentando produtores de pagamento de impostos Países europeus afetados por escândalo dos ovos contaminados