4º Domingo da Quaresma

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe

"O Senhor é meu pastor, nada me faltará". Salmo 22(23),1
É este o penúltimo domingo do tempo quaresmal. Ainda há tempo para refletirmos sobre este "tempo litúrgico" e nos preparar devidamente para a Páscoa.
Evangelho de Jesus Cristo, segundo evangelista João 9, 1-41.
Jesus cura um cego de nascença. Recorda nosso batismo, onde fomos lavados pela água, ungidos com óleo, e recebemos Vida Nova. Entendiam na época de Jesus que todos os cegos e portadores de doenças eram merecedores delas por causa do pecado. E a primeira pergunta dos discípulos para Jesus, foi: "quem pecou, ele(cego) ou os seus pais"? Não acontecem desgraças ou doenças porque somos "merecedores" delas, mas porque, como seres humanos, somos frágeis e passíveis destes acontecimentos. Mesmo porque, Deus em Sua infinita misericórdia, não castiga ninguém. De uma forma ou de outra caímos no sofrimento, e nestas ocasiões precisamos oferece-lo ao Senhor e esperar, pacientemente, por Ele. Deus é um mistério e só podemos compreendê-lo caminhando com Ele. 
Será que, também nós, somos cegos? Não enxergamos os desígnios do Senhor? Não enxergamos as necessidades dos outros?  Fazemos o bem somente mediante recompensa? Somos a luz para aqueles que não enxergam? 
Podemos ainda nos perguntar qual a imagem que temos ou construímos de Deus? Da misericórdia ou do castigo? 
Pensemos nisto e aproveitemos o tempo que ainda nos resta convidando-no à penitência e a conversão. 
Colocar nossa caminhada de fiéis seguidores de Jesus em questionamento e uma profunda reflexão. Onde precisamos mudar?
Um bom domingo na paz do Senhor. 

Leia Também Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita! Eu só penso naquilo!