Relatório dos Estados Unidos preocupa ainda mais o produtor de soja

Compartilhe

O relatório do departamento de agricultura dos Estados Unidos dessa sexta-feira, aponta uma estimativa de ampliação em 7% na área a ser cultivada com soja naquele país na próxima safra. A notícia preocupa ainda mais o produtor brasileiro que está colhendo e vendo o preço do produto cair cada vez mais. Com expectativa de aumento na produção, pela lei natural da oferta e da procura, a cotação terá dificuldade para reagir. Diante desse quadro a queda na bolsa de Chicago nessa sexta-feira se aproximou dos 20 pontos.

Já com relação ao milho, o relatório apresentou um prognóstico diferente, tendência de redução de 4% na área a ser cultivada. Os norte americanos, diferente dos produtores brasileiros, plantam praticamente a mesma área de milho e soja, cada cultura ocupa cerca de 36 milhões de hectares.

Para o trigo o relatório também é favorável a reação de preços, previsão de redução de 8% na área. Esse cereal, no entanto, é cultivado em grande quantidade no mundo, e a redução em apenas um local pode não implicar em alteração de preço.  

Leia Também Prefeitura de Água Santa auxilia na tosquia de ovelhas RS entre os estados com maior uso de sementes piratas RS formaliza pedido de auditoria para certificado de zona livre de aftosa sem vacinação Apassul contesta o comércio de sementes piratas