BOE: a falta que ele faz !

Postado por: João Altair da Silva

Compartilhe

Os BOEs, Batalhões de Operações Especiais da Brigada Militar deveriam ser melhor empregados. Uma força policial qualificada, está aquartelada, em prontidão, para atender casos “especiais”. Deveria estar nas ruas, fazendo policiamento ostensivo.

Passo Fundo está às voltas com a preocupação de que o BOE seja deslocado para Caxias do Sul, terra do governador Sartori. Até porque o outro está em Santa Maria, terra do secretário Schirmer, da segurança. Foi bom o deputado Juliano levantar o tema, se havia iniciativa nesse sentido, foi abortada.

Como cidadão de Passo Fundo não gostaria de ver essa força policial, trazida aqui pelo Coronel Ceruti, ir embora. A sede, no entanto, pouco importa. O importante era que esse pessoal, altamente qualificada fizesse parte da escala de serviço, de policiamento ostensivo. Numa crise como essa de policiais, onde a Brigada Militar está fechando seus postos em boa parte dos municípios e aqui em Passo Fundo pouco se vê uma viatura nas ruas, o Estado mantém uma força de 300 homens fora da escala. Poderia essa ser a Força Estadual. Policiais treinados, quando necessário, para eventuais operações especiais, seriam chamados de forma emergencial.

Mês passado, vi o BOE de Passo Fundo, semana toda, na Expodireto Cotrijal. Nessa feira, em 18 anos, já passaram quase três milhões de pessoas. Nunca na Expodireto, ninguém deu um tapa em ninguém, mas, lá estava o BOE, enquanto isso, os bandidos tomavam, numa tarde ensolarada, a cidade de Fontoura Xavier, fecharam ruas, assaltaram simultaneamente duas agências bancárias e foram embora.

O policiamento militar gaúcho precisa ser melhor empregado. Mesmo com a metade do efetivo que deveria ter, o Estado também se dá ao luxo de ter batalhões ambientais. Centenas de policiais para combater crime ambiental. Ocorrendo crime ambiental, sendo necessário, que os órgãos chamem a força policial, mas coloquem esse efetivo nas ruas. Sem falar na Justiça Militar e nos policiais militares que gravitam entre o Piratini e a Assembleia Legislativa!  

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito