Lei aprovada no Congresso favorece taxistas

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Absolvição de deputado surpreende a maioria

A absolvição do deputado Sossella, pelo TSE, surpreende nos dias atuais, onde a revolta popular, quanto a atitudes ilícitas de representantes do povo tem levado os magistrados a condenar, como nunca se condenou neste país. Sendo assim, mesmo que a maioria das pessoas não acredite, não tenho dúvidas que o deputado é inocente, afinal não iriam tomar uma decisão dessas se não houvesse certeza absoluta, pois como disse a tendência do momento é condenar, punir políticos corruptos.

 

Sem greve na segurança

Outra decisão judicial desta semana decreta que os agentes de segurança pública não contam com o direito de fazer greve. Como jornalista e cidadão, bato palmas para a justiça, pois segurança é um direito constitucional da população e quando os agentes param estão violando este direito e, portanto se comportando de forma ilegal. Defendo que a maioria das categorias mereça uma valorização maior, porém não cruzando os braços que se resolve esta questão. A população não pode ser prejudicada pela falta de interesse político e incompetência dos nossos governantes, no trato com os servidores públicos.

 

Lei aprovada no Congresso favorece taxistas

Após aprovar o projeto que abria a possibilidade dos municípios regulamentar o Uber, os deputados também aprovaram emendas que modificam a intenção original. Uma das alterações diz que, as corridas terão que ser realizadas por veículo de aluguel e terá que ter placas vermelhas, ou seja, apenas amplia a possibilidade dos serviços de táxis, tirando do município a competência de regulamentar esse tipo de transporte. De qualquer forma a discussão está no ar e no próximo sábado das 10 às 11 horas iremos debater o tema, no programa Frente e Verso, da Rádio Planalto.

 

Jogar para a torcida é fácil

Um dos grandes males da nossa política, quanto se trata de manifestações de servidores públicos, por aumento salarial, é que uns falam demais, jogam para a torcida, mas de concreto nada apresentam. Falar o que a plateia quer ouvir é fácil, difícil é ter responsabilidade e pensar que o Estado não é um momento e que uma atitude, uma decisão agora, pode comprometer lá na frente. Vejam o Estado do RS, se os governos anteriores não tivessem sido tão irresponsáveis na administração do dinheiro público, não estaríamos na crise que estamos agora. É preciso ter consciência que um não no presente, significa dizer sim para o futuro.  

 

Dizem por aí... Que com o projeto aprovado no Congresso, novos pontos de Táxis serão licitados em Passo Fundo. Será verdade?

Leia Também Matam a educação pública, aos poucos! A periferia como lugar de atenção da Igreja Católica de Passo Fundo Orgulho Gaúcho O que é um Seminário?