Vidas não podem ser negociadas

Postado por: Juliano Roso

Compartilhe

Durante pronunciamento, na manhã desta segunda-feira, o governador José Ivo Sartori falou sobre ações para a área de segurança pública do Estado. Apesar de estar no terceiro ano de governo e ter, na prática, feito pouco pela área, o governador ainda condicionou a realização de concurso para policiais – que iriam repor o déficit atual da área – com a aprovação total do seu pacote na Assembleia Legislativa.

Vejamos. Um governo sem projeto que pouco ou nada fez pela segurança dos gaúchos agora chantageia o parlamento para aprovar um pacote que sucateia ainda mais o Estado e que não resolve o problema da dívida. Ironicamente dias depois de Porto Alegre ser destaque, na revista britânica The Economist, no “seleto” grupo das 50 cidades mais violentas do mundo, Sartori debocha da sociedade ao dizer que só resolverá a crise vivida na área da segurança se os deputados estaduais aprovarem um pacote construído sem diálogo e unilateralmente.

Em qualquer sociedade tal ato seria visto como provocação. Mas aqui no Rio Grande, a segurança dos cidadãos serve como moeda de barganha para privatizações e outras ações que tendem a empurrar o problema da dívida, a aumentando em cerca de R$ 30 bilhões, para outros governadores. Esse recorte retrata fielmente um governo sem projeto, sem diálogo, sem prioridades e que vê a população apenas como uma plateia que pode ser conquistada com atos provocativos a outros Poderes.

O que o governador Sartori precisa entender é que o caos da segurança pública vivenciado pelos gaúchos diariamente, na Capital e no interior, precisa ser combatido de qualquer maneira e prioritariamente. Não há, aqui, espaço para vaidade política e qualquer outro interesse. Não podemos usar a vida como mercadoria. Não podemos chantagear deputados em nome de um projeto. Segurança é prioridade. Vida é prioridade. Enquanto não houver entendimento disso caminharemos para a barbárie

 

 

Leia Também William II Elo passado-presente-futuro Sujeito descansado Maneiras de usar o floral nesse verão 2018